Caderno de Sábado: depois de Che
capa

Caderno de Sábado: depois de Che

Por

publicidade

O Caderno de Sábado é uma tribuna de ideias.

Fala de tudo, de filosofia, literatura, história, artes plásticas, cinema, teatro...

Nasceu em 1967, época de ditaduras e utopias, uma semana antes da morte de Che Guevara.

Na edição de hoje, 50 anos passados, revisitamos a história do guerrilheiro icônico.

Idealista ou sanguinário de esquerda?

Publicamos uma entrevista com o grande jornalista Flávio Tavares, autor do livro "As três mortes de Che Guevara", que conheceu o mito e sua família. É uma aula de perspectiva e investigação.

Publicamos também uma entrevista de Marco Antonio Villalobos com um irmão de Che.

Villalobos é um jornalista dos bons que, com jovens jornalistas como Tiago Lobo, fundou a Pensamento-Org, uma produtora de conteúdos. Para começar em grande estilo, foi a Buenos Aires e entrevistou o prêmio Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel e o irmão de Che Guevara, Juan Guevara.



Jornalismo cultural se faz com parcerias e ideais.

O leitor é quem fica com o resultado.