Neymar é o cara

Neymar é o cara

Por

publicidade

Neymar está batendo um bolão.

Na semana passada, rejeitou uma modelo, a Carol.

Por que será que quase toda modelo se chama Carol?

A moça estava na área prontinha para o abraço.

Pretendia comemor tirando a camisa.

A Fifa não permite.

A CBF do Ricardo Teixeira zela pela moral e pelos bons costumes no futebol.

Não deixa.

A gata estava só de biquini.

Na banheira. Quer dizer, num iate.

Só podia levar cartão amarelo.

Tomou foi vermelho.

O atacante correu para a defesa: Não tenho com ela.

Romário, o rei da área, usou toda a sua experência para aconselhar o rapaz:

– Ela é gostosa. Se você ainda não teve nada com ela, precisa ter.

Que sabedoria! Eis um veterano sábio. Os chineses, com sabedoria milenar, não fariam melhor.

Santo pragmatismo! Romário para presidente. Da CBF. da Fifa. do Brasil.

Romário é o nosso Confúcio.

O Pelé, que é um poeta, tem muito a aprender com o Romário, o prosador.

Neymar, então, nem se fala.

Rejeitar aquele mulherão.

Só estando com a bola toda.

O Neymar está tão por cima da carne seca que até eu já estou querendo dar para ele.

Dar toda a minha admiração.

Só não tento por medo de ser rejeitado.

Será que tenho mais chances do que a Carol?