Outras definições atuais

Outras definições atuais

publicidade

 Conspiração: explicação que se dá quando todas as evidências indicam que não se está sendo vítima de perseguição. Prisão temporária: dispositivo de maior ou menor duração conforme quem prende e quem é preso. Presunção de inocência: arrogância fora de moda.

Filósofo: editorialista conceitual ou autor de textão para rede social. Ideologia: a posição e o pensamento do outro. Neutralidade: posição que assumo quando expresso a minha ideologia. Postura técnica: o ponto de vista, segundo ele mesmo, de quem está falando. Especialista em assuntos socais, culturais, políticos e esportivos: defensor de generalidades sobre algum ponto específico. Autoajuda: técnica de dar conselhos a outros sem a obrigação de segui-los nem que seja para dar o exemplo ou testar a eficácia do método. Influenciador digital: pessoa que vive de dedo em riste ou internauta fora da realidade. Racionalização: racionalidade com excesso de argumentos.

Partido político: instituição de caráter social com interesses privados que não podem vir a público. Parceria Público-Privada: esquema investigado pela Lava-Jato. Privatização: apropriação legal de patrimônio público a preço abaixo do mercado e com financiamento do BNDES. Analista tático: pessoa que não vê o jogo. Visibilidade: capacidade de fazer votos mesmo sem ter competência para a função. Jornalista investigativo: profissional cujo prestígio se mede pela qualidade das fofocas que apura. Anticomunista: pessoa que ainda acredita na ameaça comunista. Capitalismo: o fim da história. Humanidade: uma utopia passageira que será extinta pela ciência.

Mídia: dispositivo comunicacional privado de desinformação industrial com fins comerciais e patrocínio público. Política: o cinismo e a dissimulação por todos os meios, especialmente os de comunicação de massa. Fenomenologia: disciplina que descreve os gols de Ronaldão a CR7 sem fazer julgamentos ou tentar explicá-los teoricamente. Cultura digital: o fim da civilização. Ministro do STF: indivíduo que pode mudar de entendimento a cada julgamento sem que precise se fazer entender. Auxílio-moradia da magistratura: ajuda financeira mensal para quem não precisa pagar aluguel.

Rede social: ferramenta digital por meio da qual cada um perde o contato com a sociedade.

Discurso político: arte retórica de evitar conteúdos.

Terceirização: relação de trabalho segundo os que chegaram primeiro e impuseram finalmente a regra do jogo. Nó tático: situação extraordinária de uma partida de futebol pela qual o treinador tem de maneira bissexta justificada a sua existência, a sua função e o seu alto salário. Intervenção federal: tentativa desesperada e sem planejamento de resolver pela força um problema local exigindo inteligência e informação. Vazamento: informação divulgada sempre pelos mesmos meios e para os mesmos canais. Autonomia: veículo sem motorista. Quebra de sigilo bancário de um presidente da República em exercício: humilhação sem conta com tendência para saldo zero.

Humor: saída de emergência para a indignação represada. Ironia: perversidade em doses homeopáticas com fins terapêuticos atestados. Cronista: profissional remunerado para formatar o que todo mundo pensa, mas nem sempre consegue dizer. Tirada de espírito: último suspiro.

Provocação: fazer emergir a vocação profunda das coisas.

Mais Lidas





Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895