Presidente da AFA indica retorno, mas Messi se cala sobre seleção
capa

Presidente da AFA indica retorno, mas Messi se cala sobre seleção

Por

publicidade

Messi não confirmou seu retorno à seleção - Foto: Mladen Antonov / AFP


 

Surgiu com força na imprensa argentina depois do Natal o rumor sobre a volta de Lionel Messi à seleção em 2019. O assunto ganhou força após declarações do presidente da AFA, Claudio Tapia. Ao ser questionado sobre o retorno do camisa 10, Tapia afirmou que Messi nunca saiu da seleção e disse ter certeza de que o craque não recusaria uma convocação no futuro.

 

"Messi nunca saiu da seleção. Eu acredito que é tão grande o amor que ele tem por esta camiseta que quando for convocado vai voltar. Eu não tenho dúvidas disso. Acredito que depende do técnico, não dele", afirmou Tapia, que se reuniu com Messi durante viagem à Espanha para acompanhar a final da Libertadores entre Boca Juniors e River Plate. "Eu o vejo muito feliz, contente. Espero que nas próximas convocações ele possa fazer parte da lista", completou o dirigente.

 

Messi, porém, ainda não se manifestou sobre o possível retorno. Nesta quinta-feira foi publicada no jornal Marca, da Espanha, uma longa entrevista do argentino, mas o tema seleção não foi tratado. Tudo indica que a decisão de evitar o assunto tenha sido parte de um acordo com a assessoria de imprensa do jogador.

 

Lionel Messi fez sua última partida pela seleção na derrota por 4 a 3 para a França nas oitavas de final da Copa do Mundo. O capitão argentino deixou o estádio de Kazan naquele dia sem conceder entrevistas e desde então nunca falou sobre a tumultuada campanha da Argentina no Mundial.

 

Sem um treinador contratado depois da Copa do Mundo, a Argentina tem sido comandada por Lionel Scaloni de forma interina. Scaloni será o comandante da Albiceleste na Copa América de 2019, que será disputada no Brasil.