Racing quebra 100% do Rosario Central e assume liderança da Superliga Argentina antes da data Fifa
capa

Racing quebra 100% do Rosario Central e assume liderança da Superliga Argentina antes da data Fifa

Por

publicidade

Clássico terminou empatado no Gasómetro - Foto: San Lorenzo / Divulgação


A noite de sábado teve o primeiro confronto entre os chamados cinco grandes da Argentina na Superliga 18/19. O San Lorenzo recebeu o River Plate em clássico que terminou empatado no Nuevo Gasómetro. O principal destaque ficou para a quebra da sequência sem sofrer gol de Franco Armani, que durou 965 minutos, a segunda maior da história da primeira divisão argentina. Armani, assim, não conseguiu bater o recorde de Carlos Barisio, do Ferro Carril Oeste, que ficou 1075 minutos sem levar gol em 1981.

Blandi, aos 31 do segundo tempo, foi o responsável por conseguir vazar Franco Armani ao se antecipar à defesa millonaria em escanteio batido por Ruben Botta. Antes disso, Juan Quintero havia marcado um golaço para o River.

Com o 1 a 1, River Plate e San Lorenzo somam quatro empates cada na Superliga. Por ter feito mais gols, 6, o Ciclón aparece em 16º lugar na tabela enquanto o River, que balançou as redes apenas uma vez, é o 18º.

 

Veja o golaço de Juan Quintero



 

Adversário do Grêmio nas quartas de final da Libertadores da América, o Atlético Tucumán entra em campo nesta segunda-feira, às 19h, para enfrentar o Newell"s em Rosario. Logo depois, às 21h, o San Martin de Tucumán recebe o Gimnasia de La Plata no encerramento da 4ª rodada.