River Plate: início ruim na Libertadores não é novidade na era Gallardo
capa

River Plate: início ruim na Libertadores não é novidade na era Gallardo

Gallardo acompanhou o jogo contra o Palestino dos camarotes pela punição da Conmebol

publicidade

Principal favorito do Grupo A da Libertadores, o River Plate começou a competição com tropeços. Com apenas dois pontos após os empates com Alianza Lima e Palestino, o time argentino já vê a possibilidade de ser o primeiro da chave se complicar com a distância de quatro pontos para o líder Inter. O começo ruim no torneio continental, no entanto, não é novidade na vitoriosa era Marcelo Gallardo.

O River Plate já disputou quatro Libertadores sob o comando de Gallardo. Em duas delas, o clube não venceu nenhum dos seus dois primeiros jogos. Curiosamente, isso ocorreu em 2015 e 2018, quando os Millonarios conquistaram o título.

Em 2015 - a primeira Libertadores sob o comando de Gallardo -, o River Plate começou sua campanha somando apenas um ponto nas primeiras duas derrotas. O clube estreou com derrota para o San José na Bolívia e depois empatou com o Tigres no Monumental de Núñez. A única vitória na fase de grupos aconteceu apenas na última rodada e a equipe se classificou com a pior campanha entre os 16 clubes das oitavas de final. A história sabemos, o River superou o Boca, que tinha tido 100% de aproveitamento na fase de grupos, nas oitavas e seguiu para ser campeão na decisão contra o Tigres.

Neste ano, o River repete o começo de Libertadores de 2018. Na temporada passada, o time argentino também empatou seus dois primeiros jogos - contra o Flamengo no Rio de Janeiro e Santa Fe em Núñez. A primeira vitória veio na terceira rodada diante do Emelec, no Equador. O River Plate ainda assim conseguiu terminar em primeiro lugar no grupo, com 12 pontos.

O River Plate vai tentar sua primeira vitória na Libertadores 2019 diante do Inter no dia 3 de abril, no Beira-Rio. Será o primeiro confronto entre os dois clubes pela maior competição do continente. A partida também marcará o reencontro do ídolo colorado D’Alessandro com o time em que iniciou a carreira. D’Ale já enfrentou o River pela Libertadores em 2008, quando vestia a camisa do San Lorenzo.