River Plate sofre a maior derrota na era Gallardo
capa

River Plate sofre a maior derrota na era Gallardo

Por

publicidade

Al-Ain eliminou o River nos pênaltis - Foto: Giuseppe Cacace / AFP


O Mundial de Clubes voltou a apresentar uma surpresa nesta terça-feira. Nos pênaltis, o River Plate foi derrotado pelo Al-Ain e se tornou o primeiro time argentino a cair na semifinal do torneio. A derrota, com certeza, é a maior do clube na vitoriosa era Marcelo Gallardo.

 

O River não teve uma boa atuação nesta terça-feira. Embalado pela vitória sobre o Boca Juniors na Superfinal da Libertadores, o time argentino chegou ao Mundial com grande expectativa. Com o Real Madrid vivendo um momento de instabilidade, os Millonarios pareciam ter boas chances de conquistar o primeiro Mundial da Fifa para a Argentina.

 

Desde o começo da semifinal, porém, o Al-Ain mostrou que não daria facilidades para o River Plate. Após uma cobrança de escanteio com falha de Armani, Berg apareceu para concluir e abrir o placar logo aos 3 minutos. A reação argentina foi rápida. Aos 11 e aos 16, Borré marcou duas vezes para virar, 2 a 1.

 

A vantagem que deveria dar tranquilidade ao River Plate serviu de estímulo para o Al-Ain, que foi em busca do empate. A equipe dos Emirados Árabes chegou a marcar ainda no primeiro tempo, mas o gol foi anulado após interferência do VAR. Antes, o árbitro italiano Gianluca Rocchi já havia revisado no vídeo um lance de pênalti para o Al-Ain e optado por não marcar a penalidade.

 

Al-Ain não se abateu com o gol anulado e buscou o empate no início do segundo tempo com um golaço do brasileiro Caio, aos 6 minutos. Irreconhecível até então, o River Plate finalmente conseguiu se impor na partida. Mas a equipe argentina pressionou sem efetividade. O River chegou a ter um pênalti a seu favor, mas Pity Martínez bateu no travessão.

 

Na prorrogação, o River voltou a cair de rendimento e foi do Al-Ain a melhor chance. A equipe só não fez o terceiro gol graças a grande defesa de Armani, que garantiu o 2 a 2. Nas penalidades, os dois times tiveram 100% de aproveitamento nas primeiras nove cobranças. Na décima e última, Enzo Pérez bateu e o goleiro Khalid Eisa fez a defesa para garantir a histórica classificação do Al-Ain, que espera por Real Madrid ou Kashima Antlers na final do Mundial de Clubes.

 

O River Plate ainda terá que disputar o terceiro lugar antes do retorno a Buenos Aires, quando o elenco irá reencontrar a torcida após a conquista da Libertadores da América. Os jogadores, claro, serão recebidos com festa pela vitória sobre o Boca Juniors, mas a derrota para o Al-Ain colocou um pouco de água no fernet.