As crônicas de um anacronista
capa

As crônicas de um anacronista

Pedro Gonzaga lança Antes Não Era Tarde, nesta terça, 19h, na Pocket Store

Por
Luiz Gonzaga Lopes

Cronista lança seu novo livro Antes Não Era Tarde

publicidade

Autodefinido como um cronista anacronista, Pedro Gonzaga está lançando novo livro de crônicas publicadas na imprensa entre 2016 e 2019. Trata-se de mais um volume da Coleção Arte da Crônica, da Arquipélago Editorial, que já publicou livros de autores como Ivan Angelo, Luiz Ruffato, Humberto Werneck e Luís Henrique Pellanda. Antes não era tarde, do poeta, professor e cronista Pedro Gonzaga, será lançado neste 29 de outubro, às 19h, em sessão de autógrafos na Pocket Store Livraria (Félix da Cunha, 1167), em Porto Alegre. O livro já está à venda pelo site da editora para leitores de todo o país.

"Antes não era tarde são memórias, as de vinte, trinta anos, junto com as de ontem mesmo e as de agora de manhã. Estrepolias de crianças, família, o exemplo sempre presente do pai. A praia, a escola, os amigos, os amores ingênuos que não excluem um projeto de safadeza com a Jane Fonda reprisada à exaustão nas madrugadas da TV aberta", resume a escritora, cronista e roteirista Claudia Tajes na orelha do livro. "Sendo Pedro Gonzaga um poeta juramentado, suas crônicas rimam com uma de suas crenças: a de que o riso e a poesia estão entre as poucas vitórias da nossa triste espécie. Uma reflexão que leva a tantas outras - não menos agridoces", finaliza Tajes. 

Pedro Gonzaga (nascido em 1975) também é autor de O livro das coisas verdadeiras, que também faz parte da Coleção Arte da Crônica. É tradutor, poeta e escritor. Doutor em literatura pela UFRGS, com diversas publicações, desenvolve há anos trabalhos com turmas de escrita criativa, voltadas para o público jovem e adulto. Atualmente é cronista do jornal Zero Hora e do Estado de São Paulo. É natural de Porto Alegre, cidade onde vive. Mais detalhes em www.livrariaarquipelago.com.br.