Armada Cadillac escala ao topo na metade das 24 Horas de Daytona
capa

Armada Cadillac escala ao topo na metade das 24 Horas de Daytona

Depois de liderar a maior parte das voltas, Mazda perseguia protótipos norte-americanos

Por
Correio do Povo

publicidade

Passaram as primeiras 12 horas para as 24 de Daytona. Na virada do relógio, a liderança tinha uma luta ferrenha entre o Cadillac #5 da JDC Miller com Loic Duval, o Cadillac #10 da Wayne Taylor Racing e os dois Mazda com Ryan Hunter-Reay e Olivier Pla.

Atual campeão, o #10 perdeu alguns segundos preciosos ao rodar na entrada do retão inclinado, mas se recuperou bem. O time ainda reclamava de um equilíbrio menor com a queda de temperatura advinda da madrugada. O Cadillac #85 da JDC Miller tinha o retorno de Matheus Leist à boleia para cumprir mais um stint.

Na LMP2, o Oreca #52 parecia incapaz de descer do primeiro lugar desde a largada. Com Nick Boulle, seguia firme na ponta, à frente do #81 de Colin Braun.

A classe GT ainda tinha três carros na volta da liderança. O primeiro posto era da BMW, com o #24 tocado por John Edwards. Atrás dele dois Porsche em perseguição frenética e com pilotos nada desprezíveis: Laurens Vanthoor, talvez o melhor piloto de GT do mundo; e Nick Tandy, campeão das 24 Hora de Le Mans com a montadora alemã. A Ferrari do time de Daniel Serra tentava se manter no ritmo, mas já uma volta atrás.

Na GTD, a Lamborghini #48 tomou a dianteira com convicção, na pilotagem de Bryan Sellers. Em segundo vinha Mikko Bortolotti com o Audi #88.