Arthur Leist projeta prova combativa da F4-US, preliminar da F1
capa

Arthur Leist projeta prova combativa da F4-US, preliminar da F1

Piloto de Novo Hamburgo analisa traçado rápido e seletivo de Austin

Por
Bernardo Bercht, direto de Austin

publicidade

A preliminar da Fórmula 1 vai ser a formadora de pilotos F4-US e o representante do Rio Grande do Sul no grid é Arthur Leist. O piloto de Novo Hamburgo teve uma boa arrancada no ano, com pódios, poles e vitórias. Agora quer terminar brigando na turma da frente a temporada de aprendizado. Nos treinos desta sexta-feira, uma recorrente falta de potência no motor atrapalhou as voltas lançadas. Com isso, vai largar em décimo segundo. Ainda assim, um bom acerto de chassis e braços faz pensar em escalar o pelotão.

"Estamos perdendo entre três e cinco quilômetros nas retas, para os carros da frente. Não tem muito o que tirar de asa desse carro, nessa pista, então seguimos com alguma coisa no motor, que não vem", analisou Arthur. "Vai ser uma corrida bem competitiva, pois teremos o recorde de participantes de qualquer F4 no mundo: 38", projetou.

Apesar disso, ele não vai olhar para trás no pelotão. "Tem vários estreantes e, com um bom acerto, acredito que vamos subir na classificação", avaliou.  Austin exige bastante de velocidade de reta, mas também é técnica, nos setores travados. É ali que Arthur quer compensar. "É a pista mais rápida, mas também é uma das poucas que a gente coloca primeira marcha. Chega a mais de 210 na reta e freia para um cotovelo", explica.

Correr uma preliminar de F1 também empolga a gurizada. "Normalmente a gente só tem uns poucos aficcionados nas nossas corridas. Aqui tu aponta na reta e tem milhares de pessoas olhando e torcendo. É muito bacana", comentou. Também é a chance de mostrar serviço na frente dos figurões. "Por enquanto a gente foca o automobilismo americano e, quem sabe, fazer um grid com meu irmão Matheus, na Fórmula Indy. Mas sempre é bom deixar o cartão de visitas."