Attiyah e Peterhansel colam em Sainz para reta final dramática no Dakar
capa

Attiyah e Peterhansel colam em Sainz para reta final dramática no Dakar

Fernando Alonso atingiu meta e entrou no top ten, após incansável corrida de recuperação

Por
Estadão Conteúdo

Atual campeão se aproximou vertiginosamente do rival com sua picape Toyota

publicidade

A três etapas do final, o Rally Dakar promete muita emoção no deserto da Arábia Saudita até o fim desta semana. Na categoria carros, a mais equilibrada da competição, a terça-feira foi muito ruim para o espanhol Carlos Sainz, que viu a sua vantagem na liderança diminuir drasticamente com um quinto lugar no nono estágio, que teve um trecho de especial cronometrado de 410 km entre as cidades de Wadi Al Dawasir e Haradh. O problema é que o príncipe catariano Nasser Al-Attiyah, seu concorrente direto ao título, cruzou em segundo e diminuiu a vantagem do espanhol para apenas 24 segundos.

O piloto do Catar só ficou atrás nesta terça-feira, por 15 segundos, do francês Stéphane Peterhansel, que obteve a sua terceira vitória nesta edição do Rally Dakar. O bom desempenho nesta etapa levou Peterhansel a ficar agora 6min38s de desvantagem para Carlos Sainz. A briga é tríplice na arrancada final da competição. Para complicar, a etapa desta quarta será no formato maratona: os pilotos não podem receber apoio dos times para reparar os carros e fazer sua manutenção.

Na classificação geral, o trio de ponteiros é seguido por Yazeed Al Rajhi, que aparece no quarto posto com uma desvantagem de 34min16s. Completando o Top 5 está o argentino Orlando Terranova. O espanhol Fernando Alonso (foto abaixo) fechou o dia no nono posto, com um atraso de 13min03s para Peterhansel. Com isso, o bicampeão de Fórmula 1 chegou à sua meta de entrar no top ten, depois de perder duas horas e meia no segundo dia de competições, com uma roda quebrada.

Após um dia de pausa em respeito à morte do português Paulo Gonçalves, ocorrida no último domingo, as motos voltaram a correr e o chileno Pablo Quintanilla foi vencedor da etapa desta terça-feira. O titular da equipe Husqvarna terminou o trecho cronometrado em 3h03min33s, seguido por Toby Price e Joan Barreda. Na classificação geral, o piloto do Chile segue na vice-liderança com uma desvantagem de 20min53s para o norte-americano Ricky Brabec. Com o quarto lugar nesta terça-feira, ele encaminhou uma vitória da Honda, que tenta quebrar hegemonia de 18 anos da KTM. Price ficou 26min43s atrás em terceiro lugar. Barreda superou o seu companheiro Nacho Cornejo pelo quarto posto, ficando 28min16s atrasado em relação ao líder.

O brasileiro Antonio Lincoln Berrocal terminou a etapa na 81ª colocação, a quase 1h42 atrás de Quintanilla. No geral, o piloto ocupa a 75ª posição.

Nos UTVs, os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, que venceram a etapa anterior, tiveram um dia ruim, ao terminarem em 18º lugar nesta terça-feira. Mesmo assim, ganharam um posto na classificação geral e estão agora na nona colocação, com 4h23min32s de desvantagem para os líderes Casey Currie e Sean Berriman, dos Estados Unidos.

Nos caminhões, a equipe russa liderada por Andrey Karginov venceu a etapa desta terça-feira e aumentou a sua liderança na disputa. Com o resultado, Karginov agora acumula 38h05min25s dentro do caminhão da Kamaz, 38min35s a menos que Anton Shibalov, o segundo na classificação geral.