"Belos fracassos" da Fórmula 1 - ATS-D6: fibra de carbono, você está fazendo quase certo

"Belos fracassos" da Fórmula 1 - ATS-D6: fibra de carbono, você está fazendo quase certo

publicidade



Enquanto isso, as partes mecânicas seguiam não resistindo: o melhor que conseguiram foi um nono e um oitavo lugares usando o mínimo de pressão no turbo. Fariam pontos hoje em dia, mas naquela época apenas mostravam alguma competência. No Canadá, por sinal, Winkelhock chegou a andar em terceiro antes de começar a ter problemas e levar o carro para casa. Consideravelmente veloz, eficiente em curvas de alta o ATS-D6, com certeza, foi uma prova  da tecnologia certa na hora errada. No ano seguinte, o McLaren em fibra de carbono seria campeão mundial com Niki Lauda, já tendo a receita do que não fazer com o complexo material.

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895