Cadillac da JDC Miller lidera em luta franca com os Mazda às 20h de Daytona
capa

Cadillac da JDC Miller lidera em luta franca com os Mazda às 20h de Daytona

Quatro horas para o final e todas as categorias tem disputa aberta pela vitória

Por
Correio do Povo

Cadillac #5 emergiu da noite como líder

publicidade

Vinte e horas de pé no fundo apontaram no relógio, às 9h da manhã deste domingo (horário local) em Daytona. Com o dia já estabelecido, o Cadillac #5 da JDC Miller seguia mostrando credenciais de disputar vitória, com João Barbosa liderando, mas numa disputa acirrada com os Mazda de Harry Tincknell e Olivier Pla. De camarote, o Cadillac #10, campeão em 2019, calculava a possibilidade de entrar na briga com Ryan Briscoe.

Depois do acidente que tirou as chances de vitória de Hélio Castroneves com a Acura, a madrugada foi dura com a vida dos brasileiros. Felipe Nasr e Pipo Derani perderam 11 voltas com problemas no carro da Action Express. Uma falha no câmbio mantinha o Cadillac por bom tempo em segunda marcha.

Já na JDC Miller, o #85 de Matheus Leist resolveu ser temperamental em um pit-stop, apagando sem cerimônia durante a troca de pilotos. O time teve dificuldades para religar a máquina e, quando saiu, já estava seis voltas atrasado, mas ainda na luta para escalar além do sexto lugar no geral.

Depois de parecer corrida de um carro só, a LMP2 finalmente teve mudanças. O inoxidável Oreca #52 se atrasou com problemas e perdeu uma volta. Com isso, o #81 assumiu a ponta na condução de Henrik Hedman.

Na GTLM, a batalha era frenética, com todos os times de fábrica usando suas cartas mais fortes numa disputa quádrupla. A BMW #24 ainda estava na frente com John Edwards no volante, mas a distância para o quarto colocado, o Corvette de Nicky Catsburg, era de apenas quatro segundos. Ali, na mesma reta, tínhamos Mathieu Jaminet com o Porsche #912 em segundo e Fred Markoviecki com o Porsche #911 em terceiro. Também na volta do líder, Daniel Serra fazia o possível com a Ferrari #62, que teve um longo caminho até recuperar o atraso.

Um novo líder surgia ao amanhecer com o Audi #88 na GTD. Dries Vanthoor, estava firme na pilotagem do carro alemão, mas a briga era aberta com as Lamborghini de Corey Lewis e Spencer Pumpelly.