Equipes da Stock Car não confiam na durabilidade dos pneus em Tarumã
capa

Equipes da Stock Car não confiam na durabilidade dos pneus em Tarumã

Por

publicidade

Foto Fernanda Freixosa / Vicar / CP


Apesar da preocupação com os pneus, Ferreira espera uma evolução da equipe no Rio Grande do Sul. Em Curitiba, Barrichello somou seus dois primeiros pontos no campeonato e a expectativa é que, cada vez mais adaptado ao carro e aos "usos e costumes" da categoria, os resultados melhorem a cada prova. "Ele esteve na oficina três vezes depois de Curitiba, conversamos bastante e ele está animado com a corrida de Tarumã", diz o chefe de equipe, que espera receber a próxima visita do piloto assim que o novo comentarista da Fórmula 1 da TV Globo regressar do Bahrein.

De acordo com o formato modificado em relação às temporadas passadas, as atividades de pista em Tarumã serão abertas no sábado para as duas sessões de treinos livres e as tomadas classificatórias. O modelo vinha sendo utilizado apenas em Ribeirão Preto e Salvador, cidades que promovem as corridas de rua. "Um dia a menos representa economia de diárias de hotel e alimentação, mas esse é apenas um aspecto de um pacote mais amplo de medidas que foi acertado e que ainda não foi implantado. Está valendo pelo conceito, porque a volta ao sistema anterior seria um retrocesso. Quebramos um ovo, agora temos de fazer o omelete, porque não é possível mais colocá-lo de volta à casca", conclui Ferreira.