No braço, Lewis Hamilton segura Verstappen e vence o GP de Mônaco
capa

No braço, Lewis Hamilton segura Verstappen e vence o GP de Mônaco

Emocionado, pentacampeão mundial homenageou Niki Lauda, mentor da equipe Mercedes

Por
AFP

Pentacampeão mundial aumentou a liderança no campeonato

publicidade

Lewis Hamilton (Mercedes) venceu neste domingo o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 e aumentou sua vantagem como líder do campeonato. O britânico conseguiu conter nos instantes finais o holandês Max Verstappen (Red Bull), que terminou em segundo na pista mas 4º na classificação devido a uma penalização de 5 segundos que recebeu durante a prova. Com isso, Sebastian Vettel (Ferrari) passou a ocupar a 2ª posição e o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) completou o pódio.

"Foi minha corrida mais difícil", declarou Hamilton após a prova, afirmando que havia pilotado "com o espírito de Niki" Lauda, o tricampeão do mundo austríaco que morreu na segunda-feira aos 70 anos e de quem era muito próximo. O monegasco Charles Leclerc (Ferrari) animou os primeiros momentos do GP, ao provocar uma grande quantidade de incidentes.

Largando na 15ª posição depois de ir mal nos treinos classificatórios, teve que abandonar na 18ª volta após se chocar com a Renault do alemão Nico Hülkenberg quando tentava ultrapassá-lo. Uma punição provocada por esse acidente o obrigou a passar pelos boxes sobre três rodas o que danificou demais seu carro para poder continuar. Mas nessa volta aos boxes com seu pneu arrancado, Leclerc encheu a pista de destroços de carbono, o que obrigou o carro de segurança a sair para limpá-la. Todos os pilotos aproveitaram para trocar de pneus e foi aí que Verstappen recebeu sua sanção de cinco segundos por quase provocar um choque com Bottas na saída dos boxes.

O holandês da Red Bull pressionou o líder Hamilton durante várias dezenas de voltas enquanto que Bottas precisou parar mais uma vez para trocar um aro quebrado em seu choque com Verstappen, saindo à pista em quarto lugar, atrás de Vettel. Na penúltima volta Verstappen tentou um movimento desesperado para ultrapassar Lewis Hamilton, sem sucesso, já que o britânico resistiu e acabaram se chocando. Mas Hamilton não foi punido e sua vitória foi confirmada.