Novatos brilham no Dakar, com vitória de Serradori e Alonso em segundo
capa

Novatos brilham no Dakar, com vitória de Serradori e Alonso em segundo

Oitavo estágio não teve prova de motos e quads em homenagem a Paulo Gonçalves

Por
Estadão Conteúdo

Francês venceu estágio pela primeira vez, em seu segundo ano nos carros

publicidade

Ainda em luto pela morte do português Paulo Gonçalves, ocorrida no domingo, o Rally Dakar retomou parcialmente as suas atividades nesta segunda-feira, já que motos e quadriciclos não participaram da oitava etapa, realizada em laço na cidade de Wadi Al-Dawasir, na Arábia Saudita, com um trecho de especial de 474 km. Entre os carros, os destaques do dia foram o desconhecido francês Mathieu Serradori, vencedor do estágio o espanhol Fernando Alonso, que obteve o seu melhor resultado em sua estreia na competição com um segundo posto.

Ao lado do compatriota Marc Coma, vencedor do Dakar nas motos, o bicampeão mundial de Fórmula 1 obteve nesta segunda-feira a segunda colocação da etapa, só atrás de Mathieu Serradori. O francês completou o trecho cronometrado em 3h48min23s, 4min04s melhor que Alonso. O argentino Orlando Terranova foi o terceiro colocado.
Postulantes ao título, o príncipe catariano Nasser Al-Attiyah acabou em 11º lugar, com o espanhol Carlos Sainz fechando a especial apenas em 15º, 19min15s atrás do vencedor. Apesar do tempo perdido neste oitavo dia de disputa, Sainz segue na liderança, agora com 6min40s de vantagem para Al-Attiyah. Terceiro, o francês Stéphane Peterhansel tem 13min09s de diferença para o ponteiro. Alonso ocupa a 13ª colocação na classificação geral, uma recuperação de dezenas de posições após perder duas horas e meia com quebra no segundo estágio.

Na categoria dos UTVs (carro parecido com uma "gaiola" de autocross), os brasileiros Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin venceram a oitava etapa do Rally Dakar. A dupla não foi a que completou os 474 km com o melhor tempo, mas levou a vitória já que Mitchell Gunthrie agora faz parte da Dakar Experience, uma fórmula que permite que um piloto que abandonou a disputa retorne à corrida apenas pela experiência da competição, não mais brigando pelo título.

Assim, Varela e Gugelmin ficaram com a vitória por uma diferença de22 segundos para o espanhol Francisco López Contardo. Com o resultado, Casey Currie segue na liderança, agora com 15min40s de frente para Contardo. Varela e Gugelmin têm o 10º posto, 3h48min38s atrás do líder. "Esta especial foi bem ao nosso estilo, mesclando velocidade e trechos nos quais a navegação do Gustavo sempre faz a diferença. Andamos forte quando era possível e fomos ágeis na hora que precisamos. O nosso UTV foi novamente um guerreiro e resistiu bravamente à pancadaria constante. É uma combinação muito boa em uma corrida longa, cansativa e cheia de adversidades como tem sido esse Dakar", comentou Varela.

Nos caminhões, a equipe russa liderada por Andrey Karginov venceu a etapa desta segunda-feira e aumentou a sua liderança na disputa. Com o resultado, Karginov agora acumula 34h31min43s dentro do caminhão da Kamaz, 27min06s a menos que Anton Shibalov, o segundo na classificação geral.

A ASO, empresa que promove e organiza o Rally Dakar, decidiu pelo cancelamento da oitava etapa para motos e quadriciclos em virtude da trágica morte de Paulo Gonçalves. A organização da prova atendeu às solicitações das principais marcas da competição, como Honda, Husqvarna e KTM, em respeito à dor dos pilotos e equipes, consternados pela perda precoce do piloto português.