Promotor do GP em Interlagos fica otimista para renovação até 2030
capa

Promotor do GP em Interlagos fica otimista para renovação até 2030

Tamas Rohonyi participou de reunião com o chefão da Fórmula 1 Chase Carey

Por
Estadão Conteúdo

Pista tradicional do calendário tem corrida garantida até 2020

publicidade

Tamas Rohonyi, promotor do GP do Brasil, participou de uma reunião com o atual chefão da categoria, Chase Carey, e Duncan Llowarch, diretor financeiro da FOM, empresa que gere a Fórmula 1. O encontro ocorreu em Londres e foi mais um para tentar manter a etapa brasileira no circuito paulistano de Interlagos. O executivo brasileiro deixou o encontro animado. Uma minuta de um contrato de renovação até 2030 chegou a ser elaborada e foi discutida entre as duas partes, que se encontrarão novamente ainda neste mês, novamente na capital britânica.

Em entrevista recente, Tamas afirmou que esperava um desfecho nas conversas até o fim de agosto. A cidade de São Paulo tem contrato com a Fórmula 1 até 2020 e vem tentando desde o início do ano estender este vínculo.

Ao mesmo tempo, o Rio despontou como rival na disputa para receber a prova da principal categoria de automobilismo do mundo. Entre o fim de maio e o início de junho, autoridades cariocas também estiveram em reunião com Carey tanto no Brasil quanto em Montecarlo, quando apresentaram o projeto do novo autódromo da cidade, a ser erguido em Deodoro, com um custo estimado em R$ 700 milhões.

A disputa com o Rio vem se tornando uma "novela" desde que o presidente Jair Bolsonaro anunciou no início de maio que assinara um termo de compromisso com a Fórmula 1 para levar de volta a categoria à capital fluminense.