Rosberg crava pole em meio à festa dos mexicanos com volta da F1

Rosberg crava pole em meio à festa dos mexicanos com volta da F1

Por

publicidade

Para Alonso, Para Alonso, "back in México" é "back" de largar lá atrás mesmo...


Chegamos à turma dos "degolados" e o primeiro deles foi Carlos Sainz, na outra Toro Rosso. Ele foi comboiada pelas ariscas Lotus, com Romain Grosjean em 12º e Pastor Maldonado em 13º. Apesar da potência dos motores Mercedes, o carro preto e dourado é muito chucro nas curvas e foi quase milagre nenhum dos pilotos ter abraçado o muro. Marcus Ericsson, bastante competitivo com a Sauber, foi o 14º, à frente do desapontado Raikkonen.

Na turma do fundão, a reta inesgotável da pista mexicana penalizou a McLaren e seus eternos problemas de recuperação de energia com a Honda. Fernando Alonso fez uma volta kamikaze e sem erros, mas ainda assim ficou apenas em 16º. Superou, contudo, o brasileiro Felipe Nasr. Foi um dia muito ruim para ele, amplamente superado pelo companheiro de Sauber. Atrás vieram as Manor de Alex Rossi e Will Stevens, já que Jenson Button não treinou.

Confira os tempos: