Verstappen lidera último treino e Leclerc quebra motor em Austin
capa

Verstappen lidera último treino e Leclerc quebra motor em Austin

Cara mais faceiro do grid era Lando Norris, terceiro de McLaren

Por
Bernardo Bercht, direto de Austin

Max Verstappen mostrou para a Mercedes que não vai ter barbada

publicidade

A última chance das equipes testarem acertos para o GP dos EUA teve Max Verstappen mostrando para a Mercedes que não vai ter barbada e frustração de Charles Leclerc, com um motor quebrado.

O holandês usou toda a capacidade de curva do seu Red Bull, perdeu um pouco nos retões, mas foi suficiente para liderar com 1min33s305. Em segundo, Sebastian Vettel mostrou não ser carta fora do baralho com a Scuderia. Lando Norris foi a surpresa, ao colocar a McLaren em terceiro com 1min33s818.

A performance entusiasmou o britânico que inclusive chamou o time no rádio para uma brincadeira. "Estou indo para cima e para baixo, num passeio e montanha-russa", cantarolou em inglês. A alusão clara era ao primeiro setor do circuito, com grandes subidas e descidas e onde o carro laranja mostrou muita eficiência nas mudanças de direção.

Claro que este protagonismo todo evidenciou que a Mercedes fez aquele jogo de cena. Lewis Hamilton não foi além de quinto, mas vale ressaltar que acabou atrapalhado por Verstappen numa das tentativas. O inglês vinha com tudo no retão e o adversário tirou o pé no fim da reta. Pego de surpresa, Hamilton fritou pneus e saiu pelo escape.

A nuvenzinha do azar ficou mesmo para Charles Leclerc. O ferrarista tinha acabado de sair dos boxes quando uma coluna de fumaça começou a ser despejada no sistema de exaustão. Quebra clara e muito trabalho para o time trocar o propulsor antes do treino que definirá o grid.