Verstappen mostra força supera Hamilton com folga e crava pole no Bahrain

Verstappen mostra força supera Hamilton com folga e crava pole no Bahrain

Red Bull arranca na frente, Ferrari, Alpha Tauri e Alonso surpreendem no Q3

Bernardo Bercht

Holandês colocou mais de três décimos para a Mercedes

publicidade

Hamilton se esforçou com uma Mercedes ainda instável, mas Max Verstappen e a Red Bull comprovaram as expectativas. O holandês encaixou todos os setores e virou 1min28s9 para cravar a pole-position do GP do Bahrain. O atual heptacampeão ficou 3 décimos atrás, com Valtteri Bottas quase seis décimos mais lento em terceiro. Os grandes desapontamentos ficaram por conta de Sérgio Perez, degolado em 11º com a outra Red Bull; e Sebastian Vettel, cortado no Q1 com a Aston Martin.

A verdade é que a Fórmula 1 mostrou um grid muito paredo, com meio segundo fazendo toda a diferença entre figurar no top 10 e ser degolado no Q1. As grandes revelações foram AlphaTauri e Ferrari.

As duas "Scuderias" brilharam em seus momentos. Pierre Gasly tinha até chance de figurar na primeira fila, mas não engatou com perfeição a última volta e largará em quinto. Em quarto? Deu Charles Leclerc.

O monegasco mostrou o potencial bem maior do cavalino rampanti ao fechar a segunda fila. Competitivas, mas menos do que gostariam, as McLaren. Daniel Ricciardo foi o sexto, com Lando Norris em sétimo. Carlos Sainz, que brilhou como mais rápido do Q2, não repetiu a performance e será oitavo. Para provar que não perdeu o fio nos anos sabáticos, Fernando Alonso colocou a Alpine no Q3 e vai largar em nono no seu retorno à Fórmula 1, à frente da Aston Martin de Lance Stroll.

Falemos de Q2, onde a aposta em tentar largar de pneus médios acabou estragando o dia de uma galera. Entre eles, Sérgio Perez. O mexicano começou meio torta sua campanha em equipe de ponta, ao anotar apenas o 11º tempo. Perdeu a vaga para disputar a pole por 35 milésimos para Stroll.

Quem também não se entendeu com a borracha mais dura foi Yuki Tsunoda, ficando atrás de Antonio Giovinazzi em 13º. As Alfa Romeo mostraram que ao menos vão participar da festta, avançando com facilidade do Q1. O último na segunda fase foi George Russell, com a nervosa Williams.

A degola do Q1 teve dois desastrados protagonistas: Esteban Ocon com a Alpine e Sebastian Vettel na outra Aston. A dupla tevem como atenuante que Nikita Mazepin rodou na frente e atrapalhou a última tentativa. Mas nenhum dos dois engatou uma boa primeira volta em carros competitivos. Mick Schumacher ganhou a briga da lanterna da Haas e abre a última fila.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895