Vettel cruza em primeiro, mas é punido por erro e entrega vitória a Hamilton
capa

Vettel cruza em primeiro, mas é punido por erro e entrega vitória a Hamilton

Alemão sentiu a pressão, voltou perigosamente à pista e acabou jogando fora maior chance de vencer no ano

Por
Eduardo Amaral

Britânico disparou no campeonato ao lucrar com mais uma falha da Ferrari

publicidade

Sebastian Vettel voltou a errar e colocar no lixo uma vitória da Ferrari, neste domingo. O piloto alemão até cruzou em primeiro lugar no final do Grande Prêmio do Canadá, mas pouco adiantou porque a corrida foi definida na volta 48, das 70 disputadas no circuito Gilles Villeneuve. Ele sucumbiu à pressão de Lewis Hamilton, errou e voltou à pista de forma perigosa. Foi punido e entregou o degrau mais alto do pódio de bandeja para o pentacampeão da Mercedes.

Quando tentava manter uma vantagem que impedisse Hamilton de abrir a asa móvel, Vettel escapou na curva. Tinha tudo para  ser mais uma das saídas do alemão quando pressionado pelo rival, mas dessa vez ele conseguiu se recuperar a tempo e voltou para pista. Só que na volta o carro espalhou pra perto do muro e ele acabou pressionando Hamilton que vinha logo atrás. Muitos considerariam a manobra normal, mas não foi o caso dos fiscais de prova, que puniram o alemão com 5s, evitando assim que ele levasse o troféu de primeiro lugar para casa mesmo tendo dominado a prova até o final.

O pódio foi marcado por um clima tenso, com todos com cara de poucos amigos. Tudo começou quando Vettel, inconformado com a decisão da direção de prova, decidiu não levar o carro até a posição de segundo lugar, e foi para o caminho contrário ao pódio. Acabou convencido a ocupar seu lugar ao lado de Hamilton e Charles Leclerc, o terceiro colocado. Mas antes o alemão protagonizou uma cena inusitada, quando retirou a placa de número 1 da frente do carro da Mercedes e a colocou no espaço onde deveria estar seu carro. No pódio Hamilton ainda tentou chamar Vettel para o lugar mais alto, mas a oferta não foi totalmente aceita, apesar de o alemão deixar um pé no lugar mais alto.
 
A corrida

Depois de uma largada perfeita, Vettel liderou com tranquilidade a primeira parte da corrida deste domingo, mantendo sempre a diferença em 2s para Hamilton. Após a parada no box, Hamilton voltou com o pneu duro, e o rendimento do carro melhorou, começou então a perseguição de gato e rato, com Hamilton sempre tentando se aproximar para assumir a ponta da corrida.

Como a Ferrari era melhor de reta, essa aproximação não aconteceu, e o inglês seguiu em segundo até o fim, sem ser ameaçado por Leclerc que vinha em terceiro.

As emoções da ponta do grid se resumiram decisão dos fiscais de prova, contudo, no meio do pelotão foi possível ter bons momentos de briga, como na disputa entre Lando Noris da McLaren e Max Verstappen da Red Bull, mostrando que o motor Renault pode ser competitivo, já que a revelação inglesa deu algum trabalho ao holandês. Só que a sorte parou de sorrir poucas voltas depois,e Norris teve que abandonar por uma quebra na suspensão traseira. O holandês finalizou em quinto, atrás de Valtteri Bottas numa corrida apagada com a Mercedes.

Outro destaque foi o bom rendimento das próprias Renault, com o sexto lugar de Daniel Ricciardo seguido do companheiro Niko Hulkenberg. Depois de um começo de temporada frustrante para as expectativas dos franceses, o Canadá foi um oásis, já que durante todo o fim de semana seus carros mostraram um bom desempenho. Pierre Gasly, Lance Stroll e Daniil Kvyat completaram os pontos.

O Campeonato

Com o resultado deste domingo, Hamilton consolidou ainda mais a liderança chegando aos 162 pontos, 30 a mais que o companheiro Valtteri Bottas, que teve uma atuação bastante discreta no Canadá. O terceiro lugar é ocupado por Vettel, com 100 pontos.

A Fórmula 1 volta agora no dia 23, no Grande Prêmio da França, que será disputado no circuito de Paul Ricard, pista que favorece as características da Mercedes.