A coragem de um empresário em desbravar o mundo sobre duas rodas

A coragem de um empresário em desbravar o mundo sobre duas rodas

Ex-engenheiro mudou radicalmente a vida e hoje se sente realizado. Com bike como ferramenta, Nestor Freire redefine propósito de vida e realiza ciclo de viagens em busca de autoconhecimento

Simone Lopes

publicidade

Uma paixão da infância, um hobby se transformou em um grande projeto de vida, ou melhor, em uma iniciativa que tem o objetivo de mostrar às pessoas que é possível viver o sonho, sonhar e colocar em prática, ou seja, em movimento o que se deseja do fundo do coração. Mais ou menos nesse caminho se encontra a história de um empresário que mudou radicalmente a sua vida. Depois de trabalhar 25 anos no ramos de móveis, Nestor Freire decidiu dar sequência à sua verdadeira paixão: percorrer trajetos e desbravar mundo em cima de duas rodas. 

A primeira viagem ocorreu em 2013. De lá para cá, o ex-engenheiro de vendas montou um roteiro e a cada dois ou três meses desbrava cantos mais variados do mundo! Eu disse do mundo! Isso mesmo! Conforme o empresário, que vem compartilhando seus conhecimentos em diversas palestras, a decisão mais difícil, além de vender uma carteira enorme de clientes, foi em relação aos filhos. No entanto, ele salienta que tudo foi superado e cada vez mais as experiências se organizam da melhor maneira possível. 

Atualmente, Nestor, que desenvolveu o projeto Giraventura, registra em seu blog as vivências experimentadas e está inclusive escrevendo um livro sobre as aventuras desbravadas e sobre a sua vida que está com muito mais sentido, qualidade  e propósito!  O Giraventura, conforme ele, trata-se de um projeto de aventura em bicicleta. Por meio dessa iniciativa, o cicloaventureiro paulista está visitando os lugares mais remotos do mundo, com um roteiro vagamente baseado no livro "A Jornada do Herói", de Joseph Campbell. Ao todo, serão 15 anos de viagens (iniciadas em 2013). Com isso, Nestor  vem desenvolvendo palestras de cunho filosófico e sobre ensinamentos de vida, com base no que vem aprendendo durante as experiências. 

Nos roteiros do Giraventura, Nestor busca respostas para os principais questionamentos do ser humano. A próxima etapa terá como destino a Islândia, na fase denominada "Entre as Placas", que busca percorrer as regiões de grande atividade sísmica. No card (abaixo), é possível conferir os trajetos sonhados, idealizados e experimentados e os que estão por vir!. 

Experiências e reflexões 

Fugindo da ideia de "viajar por viajar", Freire compartilha as experiências e reflexões resultantes de suas viagens em palestras e eventos, dando novo significado à atividade de aventureiro -- uma pessoa disposta a enfrentar sacrifícios em busca de um conhecimento superior. Em 2012, começou uma série de périplos em duas rodas iniciados em uma região entre o Chile e a Argentina conhecida como Cordilheira do Vento. Até o ano de 2017, Freire seguiria percorrendo diversas paisagens belas dentro do Brasil como a Estrada Real, o Caminho da Fé e o Caminho dos Anjos, este último no sul do estado de Minas Gerais. Também esteve no exterior, indo de Barcelona até a Galícia pelo famoso caminho a Santiago de Compostela, todas regiões e cidades no interior da Espanha --, e também percorrendo a Via Francígena, rota que conduzia a Roma desde a Inglaterra, cruzando o continente através de França e Suíça até o fim do trajeto, no coração da Itália.

Foi em meados de 2017 que Freire passou a contar com a ajuda profissional para construir o roteiro do Giraventura em si. Ao parar para pensar sobre o significado do que havia vivido até então, o empresário identificou a necessidade de nomear certas etapas  já encerradas e vislumbrar o que itinerários futuros guardavam para ele.

Longe do estereótipo de cicloaventureiro

Até 2027, Freire terá feito 16 jornadas em cima da bicicleta, encerrando a versão particular de uma volta ao mundo ao completar 60 anos de idade. O atual estágio de sua jornada recebeu o nome de "O Grande Desafio", durante o qual pretende passar por extremos do globo como Islândia e Austrália, com o objetivo de analisar o mundo a partir de um ponto de vista científico, desafiando, por meio do rigor empírico, suas próprias concepções de religiosidade.

O começo desta etapa se deu em 2018, quando Freire percorreu o Meridiano Verde, passando por França e Espanha. Mais tarde, dois dias antes do Natal de 2018, Freire viajou de avião até Puerto Montt, no Chile, e de lá seguiu de bicicleta até Ushuaia, no extremo sul da Argentina. Em seguida, iniciou uma jornada até um dos extremos do planeta, chegando a Nordkapp, na Noruega, em agosto de 2019. Ao alcançar esta região da Escandinávia, Freire marcou presença no pedaço de terra firme mais setentrional que existe, aproximando-se do Pólo Norte. "Chamei essa etapa de 'Extremos do Mundo' porque esses lugares distantes dentro do planeta, neste caso, se confundiram com os meus próprios limites. Além das questões que envolvem as dificuldades do percurso, também superei muitos medos e inseguranças pessoais neste processo", afirma Nestor. Até 2022, Freire ainda estará passando pela fase de "O Grande Desafio", visitando Islândia (2020), Austrália (2021) e uma região vulcânica no Equador (2022).

A partir de 2023, Freire dará início à penúltima fase do roteiro que norteará um quarto de sua vida: "A Provação Suprema". O cicloviajante vai passar pela Espinha do Dragão, na África do Sul, em 2023, pedalando em seguida por Turquia (2024), Butão (2025) e Peru (2026). Por fim, Freire fechará o ciclo de jornadas em 2027, retornando a Santiago de Compostela, partindo dessa de Jerusalém, no Oriente Médio.


Instagram: https://www.instagram.com/projetogiraventura/?hl=pt-br
Site e blog: www.giraventura.com.br
Pinterest: https://br.pinterest.com/projetogiraventura/
YT: https://www.youtube.com/channel/UCkao4Igk2HWRxZ_AUPHaswg?view_as=subscriber


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895