Como Cheguei Lá
capa

Como Cheguei Lá

Com o advogado Guilherme Nitschke

Por
Correio do Povo

O advogado Guilherme Carneiro Monteiro Nitschke, que atua nas áreas de Contencioso, Arbitragem e Mediação, é um dos novos sócios de TozziniFreire

publicidade

O advogado Guilherme Carneiro Monteiro Nitschke, que atua nas áreas de Contencioso, Arbitragem e Mediação, é um dos novos sócios de TozziniFreire. Há 15 anos em TozziniFreire, onde iniciou a carreira profissional, é doutor em Direito Civil pela Faculdade de Direito da USP e mestre em Direito pela Ufrgs. Trabalhou na equipe de arbitragem internacional em Dechert (Paris) LLP, na França, em 2015. Além disso, é diretor do CBAr (Comitê Brasileiro de Arbitragem) e secretário-geral da CAF (Câmara de Arbitragem da Federasul).

- Primeira experiência profissional:
Comecei como estagiário em TozziniFreire, em 2005, em meu último ano de curso de graduação.

- Momento marcante:
Na carreira acadêmica, o dia mais marcante foi o de minha defesa de Tese de Doutorado na USP em 2018, que me trouxe, mais do que plena realização, o generoso reconhecimento de ter sido escolhida a melhor tese de Direito Civil daquele ano. Como advogado, a experiência de vida e de profissão que
TozziniFreire me proporcionou em 2015, quando trabalhei em uma das mais prestigiosas bancas de arbitragem internacional em Paris.

- O que faz a diferença:
As pessoas com quem escolhemos trabalhar. Tive sorte de estar com advogados que estimularam experiências de profissão e de vida, e que compartilham constantemente as suas em um ambiente de amizade, companheirismo, aprendizado mútuo e respeito. No dia a dia é isso que faz a diferença.

- O futuro:
Seguir carreira com essa “vida dupla” de advogado e acadêmico, que tanto enriquece minha rotina, ao que se soma um olhar no futuro da advocacia. Tive oportunidade de fazer um curso na Universidade Stanford, em 2018, e pude confirmar com os advogados de lá as mudanças que nossa profissão (como de resto, todas as demais) já sofreu por lá e vem sentindo por aqui: interação com novas tecnologias, dinâmica diversa com a cultura empreendedora de hoje e atenção para temas de vanguarda como proteção de dados, estruturação e investimentos em startups, e automação de rotinas tradicionais. O futuro da advocacia passa por aí.

- Para ter sucesso, é preciso:
Ser curioso, inquieto, resiliente e ter uma dose de sorte, como eu tive, de encontrar as pessoas certas na profissão e na vida pessoal. Sem os amigos que encontrei na advocacia e na academia, e sem o apoio e o amor de minha esposa e de minha pequena filha, Gabriela, eu não teria chegado a lugar algum.