Como ser mais eficaz na sua liderança e aumentar o engajamento do time em 2022

Como ser mais eficaz na sua liderança e aumentar o engajamento do time em 2022

Especialista apresenta dicas e traz reflexões sobre propósito e liderança

Correio do Povo

publicidade

Movimentos sociais, políticos e econômicos influenciam, diretamente, no ambiente organizacional e acompanham um cenário de imprevisibilidade. Que surgiu com mais intensidade, nos últimos meses, em decorrência de tudo vivemos. Associado a esse contexto, novas formas de relações de trabalho vem impactando a vida das pessoas e a cultura organizacional. E a liderança com propósito é um tema que passa, cada vez mais, a estar presente nas rodas de conversas, seminários, meetings e encontros entre executivos. "O momento exige a atenção ao propósito das empresas e dos colaboradores. Pois é na conexão desses 'propósitos', que se dá o engajamento entre as pessoas e as companhias”. Afirmação é da psicóloga, palestrante e consultora empresarial, Helena Brochado.

Tendo como foco de seu trabalho a gestão de pessoas e a formação de lideranças há mais de 20 anos, a palestrante afirma que existe um movimento disruptivo da antiga cultura organizacional que, até então, tinha como base, a liderança autocrática. Onde o chefe manda e colaborador obedece. "Felizmente existe uma visível mudança, um novo estilo de ser, pensar e agir”, destaca a profissional.

Helena explica também, que a liderança com propósito significa ter em mente, qual a real intenção da organização. "O propósito traz alguns questionamentos profundos, como por exemplo: realmente sabemos o impacto do nosso produto na sociedade? Ou seja, por que fazemos e o que fazemos? Quais valores entregamos em cada 'caixinha'? Afinal de contas, toda empresa nasce a partir de um sonho que não pode se perder, ao longo da trajetória. Isso não significa dizer que o propósito não pode mudar de forma intencional e consciente. Defini-lo, impacta na cadeia produtiva, como um todo. Portanto, é preciso que as lideranças estejam conectadas a ele".

A especialista adianta que é preciso manter atenção às equipes para que estejam engajadas com o objetivo maior da empresa e vice-versa. E esse vice e versa tem que ser de verdade. Com gestores compreendendo as pessoas do seu time, seu ano e o momento da vida de cada um. "Quando fui casar resolvi fazer o vestido em São Paulo. Trabalhava em Porto Alegre e na cidade da garoa. Disse a minha diretora que precisaria 'fugir' 3 vezes do trabalho em função do meu vestido. Então ela me olhou e perguntou: 'por que fugir? Tem algo mais importante para ti nesse ano que o teu casamento?' Eu, meio sem entender, respondi: 'o meu casamento é o meu sonho. E usarei o horário de almoço para fazer as provas, pode ser que eu me atrase'. Então ela me olhou e disse: 'vai realizar o teu sonho. Mas não vai fugida! Comunica aos teus colegas e pares e está tudo bem!' Isso é liderança com propósito", exemplifica Helena.

Outro ponto abordado é a vantagem competitiva a ser trilhada pelos executivos, organizações e equipes. O momento pede agilidade e adaptabilidade aos novos cenários. "Quando os líderes têm clareza nos seus objetivos e o que os motiva, a gestão se volta à construção de uma cultura organizacional coerente. Afastando-se do protagonismo individual, daquele egocentrismo. Passando a trilhar uma jornada em conjunto, com foco no ecossistema. Literalmente é a mudança do ego para o eco. Onde todos compartilham o sucesso e os resultados”, justifica.

Capacidade Adaptativa

Para alcançar o sucesso, a gestão com propósito necessita de um forte senso de identidade. Isso inclui uma boa capacidade adaptativa entre líderes e liderados. Competências como negociação, maior flexibilidade, eficiência na comunicação, gestão emocional, absorção de aprendizados, e experiências na jornada, precisam ser desenvolvidas. Tudo isso, requer disciplina e resiliência. "É urgente que se planeje o futuro dos negócios de forma autêntica, desenvolvendo e conectando experiências transformadoras", finaliza Helena Brochado.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895