Menor marca-passo do mundo chega ao Brasil

Menor marca-passo do mundo chega ao Brasil

Nova era de marca-passos cabe na palma da mão e chega sem eletrodos para eliminar o risco de infecções

Correio do Povo

publicidade

Conforme dados do Censo Mundial de Marca-passos e Desfibriladores, cerca de 300 mil brasileiros utilizam marca-passos no País e aproximadamente 49 mil realizam a implantação dos dispositivos por ano. Estigmatizado como um dispositivo que pode sinalizar possíveis limitações de saúde, os relatos de quem os utilizam apontam um outro conceito – a oportunidade de viver e exercer atividades que exigem esforços físicos, antes limitadas por um problema elétrico do coração. Pioneira no desenvolvimento de marca-passo no Brasil, a Medtronic, acaba de desenvolver o primeiro dispositivo sem os cabos-eletrodos, ou seja, sem os condutores que levam o impulso elétrico. O tamanho do dispositivo impressiona. São apenas 20mm de comprimento, similar a uma cápsula de vitamina, e é o menor do mundo, pesando menos de 2g. O design minúsculo permite que a implantação seja minimamente invasiva. Os marca-passos tradicionais deixam uma elevação visível na pele na região acima do coração. No caso do Micra, a discrição é preservada e é impossível saber que o paciente utiliza o dispositivo. Isso, automaticamente, dá mais liberdade aos pacientes que não ficam com traumas estéticos ou limitados a exercícios físicos que envolvem os membros superiores. 

A inexistência dos cabos ainda reduz o risco de infeção grave causada pelo contato dos cabos com a corrente sanguínea e elimina as infecções da pele do tórax no local do implante. Não é incomum alguns pacientes precisarem fazer a extração dos cabos-eletrodos por conta do grau de infecção, microfraturas ou tromboses causadas pelos extensos eletrodos. Entretanto, o maior benefício do Micra está na performance do equipamento. De pequeno diâmetro, a alta segurança pode ser vista na preservação do sistema venoso, área responsável por transportar o sangue desoxigenado do corpo para o coração. Isso quer dizer que, além de eliminar o risco de infecção, a área venosa fica conservada para a necessidade de tratamentos futuros como hemodiálise ou quimioterapia. Outro destaque é a durabilidade da bateria, de até 12 anos. A maioria dos dispositivos convencionais têm durabilidade de 6 a 8 anos em média.

 

Para Carlos Eduardo Duarte, cardiologista especializado em estimulação cardíaca da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, o dispositivo é uma grande revolução e aguardado há muitos anos pelos especialistas. Segundo Duarte, o marca-passo é indicado para reverter qualquer diminuição da pulsação cardíaca que põe a vida em risco. “O ser-humano nasce com o ritmo normal de 150 batimentos por minuto. Com o passar dos anos, é normal que essa frequência caia. Se o batimento chegar a menos de 50 batidas por minuto, pode ser indício de bradicardia e merece atenção. No entanto, nem toda braquicardia necessita de reversão. É preciso considerar a rotina do paciente, se ele é um atleta ou uma pessoa sedentária, para diagnosticar a necessidade de intervenção”, explica. 

A necessidade de implantação de marca-passos tem aumentado exponencialmente com o envelhecimento da população e, embora cada vez mais segura, ainda é subdiagnosticada, uma vez que no Brasil ainda impera um falso conceito de uso de marca-passo somente como última opção terapêutica. Se comparado aos países vizinhos, Argentina e Uruguai, o número de implantes do País é significamente menor, o que reflete diretamente no aumento de doenças cardíacas e óbitos.

“É importante ressaltar três pontos para conscientizar a população. Primeiro, a maioria das mortes causadas por diminuição da frequência cardíaca poderiam ser evitadas. Segundo, houve uma evolução gigante no processo de implantação de marca-passos, hoje em dia já não precisa abrir a caixa torácica e, agora, dispensa os cabos-eletrodos. Terceiro, o marca-passo não é um vilão, muito pelo contrário, depois de implantado há uma melhora significativa na disposição e qualidade de vida, além de prevenir fatalidades”, conclui o médico da BP, hub de saúde reconhecido como um dos melhores do mundo em cardiologia e um dos pioneiros no implante do Micra no Brasil.

O procedimento com o Micra foi realizado em outros países e tem se mostrado muito seguro e com baixas taxas de complicações durante o procedimento. O dispositivo é o mais revolucionário do mercado e, no Brasil, há poucos especialistas aptos a implantar esse equipamento, que será introduzido pelo acesso femoral.  A inovação não está incorporada no rol da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) e nem no SUS (Sistema Único de Saúde).

Alerta 

O cardiologista alerta para os sintomas de tontura, cansaço, perda de desempenho físico, convulsões, desmaios e até perda da consciência. São sinais que podem indicar braquicardia, com necessidade de implante de marcapasso. Casos esses sinais sejam identificados, é preciso procurar imediatamente um cardiologista especialista em arritmias 

Sobre a Medtronic 

A Medtronic, uma das líderes em tecnologia para saúde, acaba de completar 50 anos no Brasil. Com sede em Mineápolis (Estados Unidos), está entre as maiores empresas de tecnologia, serviços e soluções médicas do mundo. Tem como missão aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a vida de milhões de pessoas em todo o mundo. A Medtronic emprega mais de 90 mil pessoas que atendem médicos, hospitais e pacientes. Está presente em mais de 150 países e conta com cerca de 10 mil cientistas e engenheiros para o desenvolvimento das soluções. No Brasil, são aproximadamente 700 colaboradores que atuam na operação comercial, em São Paulo, e nas duas fábricas localizadas em São Sebastião do Paraíso (MG) e Ribeirão Preto (SP). Pioneira no desenvolvimento de marca-passos no Brasil, a empresa se destaca pelo investimento em inovação exclusivo para a área da saúde. As soluções da companhia revolucionaram os tratamentos voltados para à área cardíaca, diabetes, cirurgias bariátricas, terapias para Parkinson, entre outros. O foco da empresa é desenvolver terapias de alta performance para ajudar a salvar e a melhorar a qualidade de vidas, para o máximo possível de pessoas. Mais informações sobre a empresa e seus produtos no site https://www.medtronic.com/br-pt/index.html

Sobre a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo

Reconhecida pela revista Newsweek como uma das melhores instituições de saúde do mundo, a BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo é um hub de saúde privado que compõe o grupo de 6 instituições de excelência brasileiras reconhecidas pelo Ministério da Saúde e integra o Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), realizando projetos de educação, pesquisa, avaliação de tecnologias, gestão e de assistência especializada voltados ao fortalecimento e à qualificação do SUS em todo o País. São mais de 7.000 colaboradores e 4.000 médicos atuando em 3 endereços na cidade de São Paulo, nos bairros de Bela Vista (2 unidades) e Jardim América.

Os serviços da BP são oferecidos por meio de 4 marcas de serviços hospitalares com foco em alta complexidade e que atendem diferentes segmentos de clientes, e 3 marcas que contemplam serviços de medicina diagnóstica, consultas médicas e atendimentos ambulatoriais e educação e pesquisa. São elas: Hospital BP, referência em casos de alta complexidade, pronto-socorro geral e corpo clínico especializado para clientes de planos de saúde e particulares; pelo BP Mirante, hospital que oferece um corpo clínico renomado, pronto atendimento privativo, hotelaria personalizada e cuidado intimista para clientes particulares e de planos de saúde premium; pelo BP Essencial, hospital que tem foco na qualidade assistencial e oferece acomodações compartilhadas para clientes de planos de saúde básicos e particulares; pelo BP Hospital Filantrópico, que oferece cuidado humanizado e eficaz para clientes regulados pelo Sistema Único de Saúde (SUS); pela BP Medicina Diagnóstica, um completo e atualizado centro de diagnósticos e de terapias, que oferece exames laboratoriais, de imagem, métodos gráficos e de todas as outras especialidades diagnósticas; pelo BP Vital, uma rede de clínicas de diversas especialidades médicas integrada aos demais serviços da BP para cuidar da saúde dos clientes e estimular conversas preventivas sobre a saúde; e pela BP Educação e Pesquisa, tradicional formadora de profissionais de saúde que capacita profissionais por meio de cursos técnicos e de pós-graduação, residência médica, eventos científicos e é responsável por gerenciar mais de 100 estudos e pesquisas na área da saúde com o intuito de contribuir para a evolução da Medicina no País.

 


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895