Briga agora é pela segunda vaga

Briga agora é pela segunda vaga

Cenário elevará tom nos últimos dias de campanha

Taline Oppitz

publicidade

A três dias do primeiro turno das eleições e com Manuela D'Ávila (PCdoB) liderando as pesquisas de intenções de voto, a briga agora é pela segunda vaga na próxima etapa da disputa. A saída de José Fortunati (PTB) da corrida eleitoral estreitou a queda de braço entre Sebastião Melo (MDB) e Nelson Marchezan Júnior (PSDB), que ontem, dia da renúncia, já elevaram consideravelmente o tom das críticas.

O PTB declarou apoio a Melo. Fortunati estava neutro, mas há pouco foi divulgado vídeo pedindo voto em Melo. "Foi meu vice, conhece a cidade e está preparado para ser prefeito. É hora de Melo", disse o petebista. 

Pesquisas qualitativas realizadas pelas coligações em meio ao imbróglio jurídico apontavam que, no caso de recuo de Fortunati, seus votos acabariam divididos, especialmente, entre Melo, Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Manuela D’Ávila (PCdoB). O empenho do PTB na disputa, partido acostumado a mobilizar as bases, não apenas em época eleitoral, pode fazer diferença em favor do emedebista. O tempo, no entanto, é curto. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895