Dia D para os projetos do governo

Dia D para os projetos do governo

Textos trancam a pauta amanhã na AL e enfrentam resistências

TALINE OPPITZ

Gestão de Eduardo Leite terá dia decisivo para projetos

publicidade

Esta segunda-feira será um dia decisivo para o desfecho dos projetos de regionalização do saneamento e de privatização da Corsan. Dois deles, o da venda da estatal e o relativo aos municípios atendidos pela Corsan trancam a pauta a partir de amanhã no plenário da Assembleia. O dia será marcado por sucessivas reuniões, do governo e de prefeitos. Às 14h, o governador Eduardo Leite (PSDB) recebe prefeitos de municípios que integram a Granpal, comandada por Sebastião Melo (MDB). Às 16h, ocorre assembleia extraordinária da Famurs para tratar dos temas. Para o encontro, em formato híbrido, foram convocados pelo presidente da Famurs, Eduardo Bonotto (PP), os 497 prefeitos gaúchos. Após a Assembleia,  os 307 agentes municipais atendidos pela Corsan irão realizar  votação para tirar um posicionamento da entidade sobre a privatização da companhia.

Por ora, o governo não pretende retirar o regime de urgência do texto sobre a regionalização das cidades sem departamentos autônomos. A intenção do Executivo é a de iniciar os debates e a votação com o texto de privatização. Sobre a regionalização, que enfrenta resistências e críticas, uma das alternativas  seria a apresentação de substitutivo integrado pelas mudanças propostas pelo presidente da Casa,  Gabriel Souza (MDB), que atende em parte as exigências dos prefeitos. Outra possibilidade, é a retirada do quórum, após a análise da privatização, deixando os textos sobre a regionalização para adiante, ganhando tempo para as negociações. Neste caso, a votação pode ficar para o dia 14 de setembro, já que no dia 7, que ocorreria sessão plenária deliberativa,  é feriado da Independência do Brasil.

 

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895