Germano Rigotto defende saída de Paulo Guedes

Germano Rigotto defende saída de Paulo Guedes

Ex-governador afirmou que o ministro "fala demais e age pouco"

Taline Oppiz

Rigotto foi entrevistado no Esfera Pública, da Rádio Guaíba

publicidade

O ex-governador Germano Rigotto (MDB) defendeu a substituição do atual ministro da Economia, Paulo Guedes, pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. “Guedes foi uma decepção, para mim e outros tantos. Ele perdeu credibilidade, não conta mais com a confiança do mercado. Ele precisa pedir para sair ou ser substituído. Não deve chegar ao fim do governo”, disse, em entrevista ao "Esfera Pública", da Rádio Guaíba. Segundo Rigotto, Guedes fala demais e age pouco e erraticamente, o que vem prejudicando o cenário da economia brasileira. 

As prévias e os riscos de racha

Sobre as prévias do MDB gaúcho para definir o candidato do partido ao Piratini em 2022, Rigotto reconheceu que a disputa interna sempre gera riscos de racha e fratura. “O risco existe, mas já tivemos prévias sem este problema, entre José Ivo Sartori e Paulo Ziulkoski. O desfecho depende da postura adotada pelos candidatos que serão derrotados internamente”, disse o ex-governador.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895