Leite ingressa no STF contra Bolsonaro por calúnia e difamação

Leite ingressa no STF contra Bolsonaro por calúnia e difamação

Entre pontos da ação, está a fala sobre o uso dos recursos federais na pandemia

Taline Oppitz

Presidente está sendo intimado a prestar explicações sobre as suas manifestações

publicidade

O governador Eduardo Leite ingressou com ação judicial no STF contra o presidente Jair Bolsonaro por calúnia e difamação. Entre os pontos da ação, está manifestação de Bolsonaro de que Leite colocou a folha dos servidores em dia com recursos do Planalto, exclusivos para o combate à pandemia. A íntegra da ação pode ser acessada aqui

Na ação, em dez páginas, é solicitada a intimação do presidente para prestar explicações sobre as suas manifestações, "a fim de, se possível for, afastar a a prática de crimes de calúnia e difamação". 

O governador cita a entrevista concedida pelo presidente no dia 8 de março de 2021, ao programa Brasil Urgente, da rede Bandeirantes de televisão. Em sua fala, Bolsonaro disse que "o Rio Grande do Sul, por exemplo, que estava há quase três meses atrasando a sua folha de pagamento... o Governador Leite botou em dia sua folha de pagamente e se esqueceu da saúde, por exemplo". Cita ainda outro trecho, no quald zi que o governador é "um péssimo administrador. Onde ele enfiou essa grana? Eu não vou responder para ele né... Mas eu acho que é feio onde ele botou essa grana toda aí. Não botou na saúde". 

Após a fala, o governador realizou diversas manifestações para detalhar os recursos recebidos pelo governo federal e a devida utilização dos mesmos. Inclusive, houve uma prestação de contas que foi entregue aos poderes com o detalhamento dos gastos. 

Leite se tornou alvo e inimigo de bolsonaristas e do própria presidente, ao lado do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), desde que teve sua pré-candidatura à presidência da República lançada por ala de tucanos de diversos estados.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895