Polêmica volta a trancar a pauta da Assembleia do RS

Polêmica volta a trancar a pauta da Assembleia do RS

Projeto que prevê investimento estadual em estradas federais deve ser votado até 12 de julho

Taline Oppitz

Proposta enfrenta resistência de parlamentares, inclusive da base governista

publicidade

Interlocutores do governo gaúcho terão de retomar as negociações em torno de proposta polêmica que passará a trancar a pauta no plenário da Assembleia dia 12: a matéria que prevê investimentos de cerca de R$ 500 milhões de recursos do Tesouro em estradas federais como as BRs 116 e 290. O projeto já havia trancado a pauta anteriormente, mas o Piratini recuou devido à falta de apoio para a aprovação. Algum tempo depois, a urgência foi mais uma vez solicitada.

Há muitas resistências à iniciativa, incluindo de deputados da base aliada. Entre prefeitos, apesar da posição institucional da Famurs à iniciativa, a votação foi apertada e há muitos gestores municipais, de regiões que não serão beneficiadas, insatisfeitos. Entre os críticos, um dos argumentos é o de que a União deve bancar as obras e os recursos estaduais devem ser aplicados em outras áreas. O Executivo sustenta a importância das estradas para escoar a produção gaúcha e, portanto, reforçar o desenvolvimento e a capacidade de competição.

Veja Também

A pauta apenas pode ser retomada em função de parecer da Procuradoria-Geral do Estado sustentando que a iniciativa não está entre as vedações da legislação eleitoral, o que garantiu tempo ao Executivo, mas talvez não o suficiente. O projeto será o primeiro marcado por maior polêmica sob a responsabilidade do novo líder do Governo na Casa, o deputado Mateus Wesp (PSDB), que sucedeu Frederico Antunes (PP) na empreitada e estreou, nesta semana, com uma derrota. 

 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895