Qualificar para desenvolver
CONTEÚDO PATROCINADO
Correio + Conteúdo

Qualificar para desenvolver

Projeto ajuda Carazinho manter índices positivos de empregabilidade já no primeiro trimestre de 2022

COLABORE

Os cursos promovidos pelo Sest/Senat são gratuitos

publicidade

 

Um projeto inovador tem gerado resultados positivos para o desenvolvimento econômico e social de Carazinho, no Norte do Estado. A secretaria de Desenvolvimento, liderada por Gilmar Maroso, tem apostado na qualificação profissional para gerar emprego, renda e desenvolvimento local.

 

Maroso conta que no começo do ano a prefeitura recebeu 480 inscrições de pessoas que buscavam emprego e qualificação profissional. Nesta inscrição, cada um deveria mencionar a área que gostaria de realizar um curso de qualificação. Com isso, a equipe da pasta partiu para a tabulação destes dados e a formatação dos cursos de operador de empilhadeira, noções de arrumação e confecção de carga, estratégias de vendas e auxiliar administrativo.

 

A carga horária dos cursos varia de 8 a 40 horas. Mais de 100 pessoas já estão formadas e trabalhando em empresas locais.

 

Os cursos, que ocorreram no Sest/Senat, são gratuitos, bancados 100% pelo Executivo. Outros cursos ainda serão ofertados pelo Senai e Senac. O próximo passo do projeto, que já está em andamento, é a visitação de equipes da secretaria de Desenvolvimento a empresas locais, para identificar a demanda de mão de obra mais refinada e qualificada. “Esta ação também busca gerar empregabilidade e garantir que empresas contratem essas pessoas antes mesmo de o curso ser concluído”, destaca o secretário.

 

O terceiro momento são novos cursos que já estão sendo formatados. A meta é qualificar a população em mais de 30 cursos. “Temos preocupação com a qualificação de mão de obra. E desenvolvimento é gerar crescimento econômico, gerar emprego, renda, buscar prosperidade. Isso é positivo para a economia do município e melhora em qualidade de vida, além de outros índices como cultural e ambiental. Assim as pessoas vivem bem”, afirma Gilmar.

 

E as ações não param por aí. Para promover o desenvolvimento econômico, a prefeitura deve iniciar um novo projeto para incentivar pessoas a empreender na cidade. “Pessoas estão com sede de empreender e precisamos oportunizar e incentivar esses desejos.”

 

 

Empregos com saldo positivo no primeiro trimestre de 2022 

 

Carazinho comemora saldo positivo de empregos formais nos primeiros três meses deste ano. Foram registrados 270 novos postos de trabalho (saldo de demissões e contratações). O número representa 2% do total de pessoas empregadas na cidade, índice considerado positivo pelo Executivo. "Em apenas um trimestre elevamos em 2% o número de pessoas empregadas na cidade. Isso comprova a força da qualificação de mão-de-obra”, destaca Maroso.

 

-13,5 mil pessoas empregadas

-270 novos postos de trabalho

-2% do total de empregos formais



Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895