Unicruz ainda mais próxima da comunidade
CONTEÚDO PATROCINADO

 

Unicruz ainda mais próxima da comunidade

A presença na comunidade se deu de uma forma diferente do planejado, mas atendeu a uma demanda social

COLABORE

A instituição produz álcool em gel, protetores faciais e testes do novo coronavírus

publicidade

A Unicruz completará, em 21 de outubro, 32 anos. Os planos da universidade para 2020 estavam voltados para uma presença ainda maior na comunidade. É um diferencial no modelo proposto pela instituição, que valoriza estar mais próxima de entidades e pessoas no seu entorno. Em um primeiro momento, a pandemia dificultou a execução do planejamento. Porém, a aproximação ocorreu de outras formas.

O reitor Fábio Dal-Soto revela que a pandemia gerou várias demandas em diversos setores da sociedade, e alunos, professores e técnicos da instituição estavam aptos a contribuir de alguma forma. Desde abril, a instituição produz álcool em gel, protetores faciais e testes do novo coronavírus. “É o nosso compromisso com o desenvolvimento econômico e social das comunidades onde estamos inseridos”. A presença na comunidade se deu de uma forma diferente do planejado, mas atendeu a uma demanda social. 

No ensino, a universidade avançou na área de cursos de pós-graduação. O momento de pandemia da Covid-19  foi de estruturar novos cursos e consolidar os já existentes. Professores da instituição submeteram a proposta de um novo projeto: Mestrado em Produção e Ambiente, que aguarda resultado da Capes. Além deste, o curso de Doutorado em Práticas Socioculturais e Desenvolvimento Social, que já havia sido aprovado pela coordenação, terá o início das aulas no começo do próximo ano.


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895