Universidade de Passo Fundo busca reverter o impacto da pandemia
CONTEÚDO PATROCINADO

 

Universidade de Passo Fundo busca reverter o impacto da pandemia

Universidade reforçou a importância do trabalho colaborativo

Por
COLABORE

Reitora Bernadete Maria Dalmolin


publicidade

A pandemia modificou o cenário mundial e causou muitas incertezas. Diante desse contexto, a Universidade de Passo Fundo realizou ações voltadas para tentar reverter o impacto da pandemia no cenário regional. Para isso, professores, funcionários, estudantes e parceiros se uniram e desenvolveram soluções.

Em meio a todas adversidades do momento, a Universidade reforçou a importância do trabalho colaborativo. Centenas de professores, funcionários, estudantes e parceiros criaram soluções para o momento. A reitora Bernadete Maria Dalmolin destaca o compromisso da Instituição com a comunidade nesse período de pandemia. “Temos uma frente no desenvolvimento econômico da região, sobretudo no agronegócio, na saúde, nos serviços e no ecossistema de inovação criado a partir de uma sólida pesquisa de uma robusta capacidade instalada, possível a partir de um corpo técnico qualificado e de uma forte inserção territorial. Sem dúvida essas são fortes evidências da importância estratégica da UPF para o desenvolvimento estratégico da cidade e da região”.

As estruturas da UPF foram rapidamente transformadas em teleatendimento. Os laboratórios de diagnóstico e a produção de milhares de EPIs também deram suporte nesse momento, assim como o desenvolvimento de equipamentos de suporte respiratório. Isso tudo, como finaliza a reitora, reforça o compromisso com a comunidade, que é um dos focos da UPF. A Universidade tem uma forte inserção territorial, através da formação superior de vários profissionais que atuam em diferentes setores da sociedade.