Advogados alertam sobre golpes pelo WhatsApp

Advogados alertam sobre golpes pelo WhatsApp

Em Santa Rosa, no noroeste gaúcho, são registradas 50 ocorrências de clonagem de WhatsApp por mês

COLABORE

A clonagem de WhatsApp, na maior parte dos casos, tem como objetivo abordar amigos e familiares

publicidade

Os golpes pelo WhatsApp estão cada vez mais frequente. Pessoas clonam números ou até mesmo criam perfis falsos para realizarem os golpes no aplicativo de mensagens. De acordo com um levantamento feito pela PSafe, empresa brasileira de cibersegurança, cerca de 473 mil brasileiros foram vítimas desse tipo de ameaça apenas no mês de setembro deste ano. E esse golpe pode acontecer em qualquer lugar, já que é digital. 

Em Santa Rosa, no noroeste gaúcho, os números aumentaram expressivamente neste ano. Segundo estimativas da Delegacia de Polícia, no município são registradas 50 ocorrências de clonagem de WhatsApp por mês. De acordo com as advogadas Jacqueline Dutra e Valentine Carpenedo, do Escritório de Advocacia Criminal Jacqueline Dutra, a clonagem de WhatsApp, na maior parte dos casos, tem como objetivo abordar amigos e familiares. “Uma pessoa mal-intencionada faz uso da manipulação psicológica para induzir o outro a realizar ações específicas, como compartilhar informações pessoais e realizar depósitos em dinheiro. As pessoas devem ficar sempre alertas, e não efetuar nenhum depósito”, explica Jacqueline Dutra. Os golpistas pesquisam informações pessoais, usam a foto da pessoa e tentam de todas as formas demonstrar veracidade no pedido e na necessidade de depósito.  

Também existem casos em que o golpista se passa por uma empresa que está com descontos imperdíveis ou ainda que está enviando produtos de brinde. O nome de grandes marcas, como O Boticário e Kopenhagen, já foram usadas em golpes desse tipo. A advogada Jacqueline reforça que os danos não são apenas financeiros, eles podem ferir a privacidade. “Por exemplo, quando há violação de informações, acesso a fotos, vídeos e até mesmo com destruição do conteúdo. Todos devem estar atentos e sempre buscar ajuda antes de dar continuidade em qualquer procedimento como esse”.

Uma forma para proteger-se é ativar a confirmação em duas etapas no aplicativo. Um código de seis dígitos será gerado para garantir uma dupla autenticação. Outra forma de proteção é alterar as configurações de privacidade, dessa forma, a foto será mostrada apenas para seus contatos.


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895