Ídolo da seleção colombiana, Rincón morre aos 55 anos

Ídolo da seleção colombiana, Rincón morre aos 55 anos

Ex-atleta, que disputou três Copas do Mundo, lutava para sobreviver a um grave acidente de carro, mas não resistiu

Correio do Povo / R7

publicidade

O futebol está de luto. Morreu na noite desta quarta-feira, em Cali, na Colômbia, Freddy Eusébio Gustavo Rincón Valencia, ex-jogador da seleção local e que teve ótima passagem no futebol brasileiro, principalmente no Corinthians, onde é ídolo. O ex-jogador de 55 anos não resistiu aos ferimentos poucos dias após um grave acidente de carro, na madrugada da última segunda-feira. Com traumatismo craniano, Rincón chegou a ser operado, mas acabou falecendo.

Nascido em 1966 em Buenaventura, a maior cidade portuária da Colômbia, o ex-volante e meia se destacou no time local aos 19 anos, antes de passar por Tolima, Independiente Santa Fe e América de Cali, chegar à seleção colombiana e ir jogar no exterior, inclusive no Real Madrid.

No Brasil, teve ótima passagem pelo Palmeiras, mas foi no maior rival, o Corinthians, onde formou, ao lado de Vampeta, uma dupla inesquecível. O quarteto de meio-campo, que contava ainda com Ricardinho e Marcelinho Carioca, se eternizou. Eles foram bicampeões brasileiros (1998/99), venceram o Paulistão de 99 e o Mundial de Clubes de 2000. Foi ele, inclusive, quem teve a honra de erguer a taça do Mundial. Ele ainda atuou por Santos e Cruzeiro.

Na seleção colombiana, Rincón marcou 17 gols em 84 partidas. Disputou três Copas do Mundo: 90, 94 e 98.

Ele deixa dois filhos, Sebástian Rincón, de 28 anos, que também é jogador de futebol profissional (atua pelo Barracas, da segundona argentina), e Freddy Stiven.

 


Mais Lidas

Confira a programação de esportes na TV desta terça-feira, 23 de abril

Opções incluem eventos de futebol e outras modalidades esportivas em canais abertos e por assinatura







Placar CP desta terça-feira, 23 de abril: confira jogos e resultados das principais competições de futebol

Acompanhe a atualização das competições estaduais, regionais, nacionais, continentais e internacionais

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895