Abel Braga afirma que não será mais treinador no Brasil após deixar o Fluminense

Abel Braga afirma que não será mais treinador no Brasil após deixar o Fluminense

Treinador colocou cargo à disposição após empate sem gols na Sul-Americana

AFP

Abel Braga não treinará mais no Brasil

publicidade

O experiente treinador Abel Braga deixou nesta quinta-feira o comando do Fluminense e pôs fim à sua carreira de técnico no Brasil, um dia depois do empate do 'Tricolor' com o Unión Santa Fe pela Copa Sul-Americana no Maracanã. "O técnico Abel Braga e a diretoria do Fluminense se reuniram esta manhã com o elenco para comunicar a decisão, em comum acordo, de seguir um novo caminho", diz o comunicado publicado no site do Fluminense.

Marcão, que era assistente de Abel e dirigiu a equipe na temporada passada, assumirá novamente o time, acrescentou a nota. Após sua saída, o treinador de 69 anos afirmou que não voltará a dirigir nenhum clube no Brasil, embora não tenha descartado assumir algum cargo de direção. "Se não for fora do país, a minha carreira como treinador, aqui dentro acabou. Eu não quero mais", disse Abel em entrevista ao blog do jornalista Paulo Vinícius Coelho.

Apesar do título do Campeonato Carioca, o trabalho do treinador era questionado desde a eliminação do Fluminense na terceira fase da Libertadores para o Olimpia do Paraguai. No último sábado, a pressão aumentou com a derrota em casa para o Internacional pelo Campeonato Brasileiro. "Abel é o treinador mais vitorioso da história do clube e um exemplo para todos nós. Sua generosidade e amor ao Fluminense jamais serão esquecidos", acrescenta a nota do 'Tricolor'.

Em sua longa carreira, que começou em 1985, Abel Braga comandou várias equipes do futebol Brasileiro, como Botafogo, Internacional, Vasco, Atlético Mineiro Flamengo, e Cruzeiro. Ele também passou por França (Olympique de Marselha), Emirados Árabes (Al-jazira), Suíça (Lugano) e Portugal (Rio Ave, Famalicão e Belenenses).


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895