AFA faz novo comunicado e relata preocupação com interferências na comunicação da arbitragem
capa

AFA faz novo comunicado e relata preocupação com interferências na comunicação da arbitragem

Federação fez reclamação formal sobre o jogo contra a Seleção Brasileira na Copa América

Por
Correio do Povo

Equipe de Messi foi derrotada pela Seleção Brasileira no Mineirão

publicidade

Dois dias após fazer uma reclamação formal à Conmebol sobre a arbitragem da partida contra a Seleção Brasileira, válida pela Copa América, Associação Argentina de Futebol (AFA) emitiu nesta sexta-feira uma nova nota endereçada à entidade que comanda o futebol sul-americano. Desta vez, a AFA usa como intermediário da manifestação o Diretor Nacional de Arbitragem da Argentina, Frederico Beligoy. No comunicado, a AFA relata preocupação com supostas interferências na comunicação entre os árbitros, que teriam sido ocasionadas pela equipe de segurança do presidente Jair Bolsonaro.

O questionamento é justificado pela AFA por conta da possibilidade ter sido discutida na imprensa brasileira. A federação argentina pede que seja esclarecido o que realmente ocorreu no decorrer do jogo e gostaria de saber se essas informações jornalísticas serão desmentidas pela Conmebol. 

Conforme a AFA, a solicitação por explicações está fundamentada por lances em que teriam ocorrido penalidade máxima em favor da Argentina. Para AFA, o protocolo de revisão dos lances não foi empregado na ocasião, o que teria acarretado prejuízo para o time dirigido por Lionel Scaloni. A nota também tem um trecho endereçado ao presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez. Esta parte destaca o desejo da federação argentina em garantir a lisura dos torneios sul-americanos a partir dos princípios da ética, lealdade, jogo limpo, regras claras e transparência.