Antonio Conte deixa de ser o treinador da Inter de Milão
patrocinado por

Antonio Conte deixa de ser o treinador da Inter de Milão

Técnico se mostrava insatisfeito com o rumo que estava sendo seguido no clube

AFP

Conte deixa a Inter de Milão após ser campeão italiano

publicidade

A Inter de Milão chegou a um "comum acordo" para liberar seu treinador Antonio Conte, anunciou o clube italiano nesta quarta-feira. O técnico se mostrava insatisfeito com o rumo que estava sendo seguido.

Conte, de 51 anos, assumiu o comando do clube 'nerazzurro' em 2019. Ele chegou a um acordo para encerrar seu contrato que incluía mais um ano, em meio a um desentendimento com o dono, o grupo chinês Suning, que pretende reduzir os custos do clube.

"A Internazionale de Milão anuncia a rescisão por mútuo acordo do contrato do treinador Antonio Conte", escreveu o clube em seu comunicado. "Conte vai continuar para sempre na história do nosso clube", diz a nota.

Ao dispensar o ex-técnico da seleção italiana (2014-2016), a Inter vai economizar no alto salário de Conte. Segundo a Sky Sport, Conte teria recebido 7 milhões de euros (8,5 milhões de dólares) como compensação por abrir mão do último ano do seu contrato. O seu salário anual oscilava entre 11 e 12 milhões de euros (entre 13,4 e 14,6 milhões de dólares).

Vários nomes foram especulados para assumir o comando dos 'nerazzurri', começando por Simone Inzaghi (Lazio) e Massimiliano Allegri (ex-treinador da Juventus, entre 2014 e 2019). Esse último também é cogitado pela própria 'Juve' caso o clube dispense Andrea Pirlo.

Conte deixa a Inter de Milão em grande estilo, depois de dar ao clube o 19º "scudetto" de sua história. É o quarto título do campeonato italiano para o técnico nascido em Lecce, depois dos três que conquistou quando comandava a Juventus.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895