capa

Arsenal e Chelsea devolvem ingressos não vendidos para final em Baku

Decisão acontece no dia 29 de maio, na capital do Azerbaijão

Por
AFP

Chelsea treina visando duelo contra o Arsenal, marcado para o dia 29 de maio, no Azerbaijão

publicidade

Arsenal e Chelsea devolveram a metade dos 12.000 ingressos que tinham para vender entre seus torcedores para a final da Liga Europa, que será disputada em 29 de meio em Baku, devido às dificuldades e ao custo da longa viagem do Reino Unido até a capital do Azerbaijão. A falta de voos diretos entre Londres e Baku obriga os torcedores ingleses a pagarem cerca de 1.300 dólares para viajar, sem contar com os preços de hospedagem e dos ingressos. 

Curiosamente, as duas equipes se queixaram inicialmente ao saber que só teriam 6.000 ingressos cada para distribuir entre os torcedores para a final, que será disputada em um estádio com capacidade para 68.000 espectadores. Fontes do Arsenal, que jogará sua primeira final europeia em 13 anos, explicaram à AFP que 2.200 ingressos foram devolvidos, enquanto o Chelsea só teria conseguido vender 2.000 dos 6.000 ingressos que tinha em mãos.

A Uefa negou as informações de que os patrocinadores da competição também teriam devolvido parte dos ingressos. A entidade ainda confia na lotação do estádio de Baku. "A maioria dos ingressos já foram vendidos para torcedores locais do Azerbaijão e confiamos que os ingressos que sobram serão vendidos, porque a demanda é muito alta", declarou a Uefa à AFP em comunicado.