Astro da NBA, Giannis Antetokounmpo tem redes sociais invadidas
patrocinado por

Astro da NBA, Giannis Antetokounmpo tem redes sociais invadidas

Atleta do Milwaukee Bucks teve a conta do Twitter hackeada

AFP

Atleta teve a conta do Twitter hackeada

publicidade

Giannis Antetokounmpo, um dos astros da NBA, sofreu nesta quinta-feira (7) a invasão de sua conta no Twitter, onde foram publicadas mensagens racistas e ofensivas a outros jogadores, segundo denúncia do próprio ala grego e sua equipe.

"Fui hackeado e a situação está sendo investigada", disse o jogador dos Milwaukee Bucks. "Os tuítes e posts foram extremamente inadequados e estou decepcionado e angustiado de que alguém dissesse essas coisas terríveis".

Antetokounmpo publicou esta mensagem horas depois de eliminar uma série de publicações em sua conta no Twitter que incluíam comentários racistas e obscenos, alguns deles dirigidos a colegas de equipe e a outros jogadores, como Lebron James e inclusive o falecido Kobe Bryant.

Uma das mensagens dizia que Antetokounmpo havia contraído o novo coronavírus e outro anunciava que iria fechar contrato com os Golden State Warriors. "As contas das redes sociais de Giannis Antetokounmpo foram hackeadas esta tarde e foram eliminadas. Uma investigação está sendo feita", informaram os Milwaukee Bucks em sua conta no Twitter.

O jogador grego, por sua vez, pediu desculpas aos jogadores mencionados nas mensagens, entre eles Lebron James, Stephen Curry e seu colega dos Bucks Khris Middleton, e sobretudo à família de Kobe Bryant, falecido em janeiro em um acidente de helicóptero.

"Sinto-me especialmente mal pela família Bryant. Durante este tempo de dor não deve ser submetida a este tipo de negatividade e mau comportamento", afirmou Antetokounmpo, que no momento da suspensão da temporada da NBA pelo coronavírus tinha sua equipe líder da Conferência leste.

A companheira do jogador, Mariah Danae Riddlesprigger, e seu irmão, Kostas Antetokounmpo, declararam em suas redes sociais que Giannis também sofreu invasão em suas contas bancárias e de e-mail.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895