Atacante do Santos é suspenso preventivamente por uso de cocaína

Atacante do Santos é suspenso preventivamente por uso de cocaína

Diogo Vitor, de 21 anos, foi flagrado em exame antidoping

AE

Atacante do Santos é suspenso preventivamente por uso de cocaína

publicidade

O atacante Diogo Vitor foi suspenso preventivamente na última terça-feira pela Associação Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). O nome do jogador apareceu em lista que é divulgada semanalmente pela entidade. Agora, o jogador aguarda pelo julgamento, ainda sem data marcada. O jovem de 21 anos foi suspenso por uso de cocaína, flagrado em exame antidoping realizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF) no dia 21 de março, depois de jogo em Santos contra o Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

O departamento jurídico do Santos não pediu a contraprova do exame e agora vai preparar a defesa. A ideia inicial é justificar que o jogador utilizou cocaína para fins recreativos e não para obter vantagem durante a partida. O episódio se soma a outros problemas vividos por Diogo Vitor desde as categorias de base.

No início de 2016, ele teria de se apresentar com o elenco profissional para a pré-temporada, mas alegou dor de dente, recusou tratamento e sumiu por quatro meses do clube. Voltou, recuperou a forma física, chegou a atuar em duas partidas, mas sumiu mais uma vez. Em fevereiro do ano passado, após novo sumiço de três meses por problemas particulares, foi reintegrado.

A pedido do técnico Jair Ventura, que o considera uma "joia", Diogo Vitor foi inscrito no Paulistão e na Copa Libertadores. Teve boa atuação na reestreia ao marcar um gol diante do Corinthians, pelo Estadual. Em 2018, ele atuou em oito jogos, sendo titular em dois, sem novos casos de indisciplina. Seu contrato com o Santos, renovado até 2021, tem cláusula que permite a rescisão em caso de má conduta no trabalho. O clube pretende apoiá-lo até a realização da contraprova, informam fontes ligadas à diretoria.

Outro jogos

Além do Santos, que teve Diogo Vitor flagrado com cocaína, o Ceará é a outra equipe da Série A que conta com um atleta de seu elenco suspenso por doping. Nesta terça-feira, o nome de Pedro Ken apareceu na lista divulgada pela ABCD. O atacante está proibido de treinar e atuar pelo clube porque foi testado positivo pela substância anastrozole, utilizada para tratar problemas hormonais. O exame foi realizado em 26 de setembro do ano passado, após jogo do Ceará contra o Santa Cruz pela Série B. Ainda não há data para julgamento.

O departamento jurídico do Ceará não quis revelar qual será a estratégia de defesa. Em entrevista coletiva na última terça-feira informou apenas que não cogita rescindir o contrato com o jogador e acredita em sua inocência. O zagueiro Adalberto, do Linense, também foi suspenso por uso de cocaína nessa terça-feira. Ele foi flagrado após partida pelo Paulistão deste ano contra o Mirassol. O jogador hoje defende o Botafogo, da Paraíba.

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895