Athletico-PR vence o Santos na Arena da Baixada
capa

Athletico-PR vence o Santos na Arena da Baixada

Resultado impediu que paulistas conquistassem vice-campeonato de maneira antecipada

Por
AE

Athletico-PR venceu por 1 a 0 no último jogo na Arena da Baixada

publicidade

O Santos foi até Curitiba na noite desta quarta-feira com o objetivo de conquistar uma vitória e garantir o vice-campeonato no Brasileirão com uma rodada de antecedência. Não fez nem uma coisa nem outra. A equipe do técnico Jorge Sampaoli perdeu para o Athletico-PR por 1 a 0, na Arena da Baixada, e terá de esperar um pouco mais para embolsar os R$ 31 milhões destinados pela CBF ao segundo colocado.

Com 71 pontos, o Santos continua três à frente do Palmeiras, o terceiro, e, por isso, torce por uma derrota da equipe alviverde contra o Goiás, no Brinco de Ouro, em Campinas, para assegurar o segundo lugar nesta quinta-feira por possuir mais vitórias (21 contra 19). Qualquer outro resultado deixa a definição para a última rodada, quando os santistas vão enfrentar o campeão Flamengo na Vila Belmiro. Já o Athletico-PR soma 63 pontos e ocupa o quarto lugar. A despedida será diante do Avaí, em Santa Catarina.

O primeiro tempo foi de pouco futebol. Athletico-PR e Santos protagonizam mais lances em que os jogadores exageraram na força do que chances de gol. O árbitro Anderson Daronco permitiu o contato excessivo em diversas jogadas até que aos 34 minutos mostrou o primeiro cartão amarelo para Luan Peres, apaziguando os ânimos.

O Santos sofreu principalmente na saída de bola. A opção de Sampaoli por Aguilar e Luan Peres na primeira linha defensiva gerou diversos erros de passe, já que Evandro não conseguia buscar o jogo para armar o time com qualidade. Carlos Sánchez, que começou no banco por decisão do treinador, fez muita falta. Não à toa, o treinador nem sequer esperou o intervalo para mexer na equipe e colocou Eduardo Sasha no lugar de Evandro. A melhor chance do Santos no primeiro tempo aconteceu dois minutos depois de o atacante entrar, aos 42, mas o goleiro Santos defendeu o chute cruzado.

Eduardo Barros também ficou insatisfeito com o rendimento ofensivo do seu time e colocou Madson em campo para forçar o jogo pelo lado direito em parceria com Rony. E foi pelo setor que o Athletico-PR ganhou a partida. O placar foi aberto logo aos 2 minutos do segundo tempo. Rony cruzou e Marco Ruben se antecipou ao zagueiro Aguilar para marcar de cabeça. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

A situação do Santos no jogo se complicou definitivamente aos 23 minutos. Rony, mais uma vez, tentou uma jogada individual pelo lado direito, passou por Luan Peres e foi puxado pelo zagueiro. Daronco mostrou o segundo cartão amarelo e expulsou o santista. Sampaoli demorou para reagir. O técnico só deu uma última cartada aos 35 minutos.

Normalmente titulares, Carlos Sánchez e Felipe Jonatan entraram em campo para tentar reverter o difícil quadro. Não deu resultado. O Santos foi embora de Curitiba sem levar o vice-campeonato antecipado, que era o seu objetivo.