Benfica confirma abertura de ação contra o próprio presidente por fraude fiscal

Benfica confirma abertura de ação contra o próprio presidente por fraude fiscal

Luis Filipe Vieira, administrador e outras duas empresas são suspeitos de terem sonegado 600 mil euros

AFP

Presidente do Benfica é suspeito de fraude fiscal

O presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira, a sociedade que administra o clube e a dona do estádio foram acusados pela justiça portuguesa de fraude fiscal, confirmou o clube na noite de terça-feira.

Vieira, o administrador Domingos Soares de Oliveira e as duas empresas são suspeitos de terem sonegado cerca de 600 mil euros (685.000 dólares) em impostos ao governo em 2016 e 2017, explicou o Benfica em seu comunicado.

Após informações da imprensa, o Ministério Público português confirmou à AFP "a existência de uma investigação de fatos que poderiam constituir um crime de fraude fiscal".

Segundo o jornal esportivo A Bola e outros veículos portugueses, o caso está realcionado ao pagamento de 1,8 milhão de euros em 2018 a um provedor de computadores por serviços que nunca foram realizados.

De acordo com a imprensa local, Luis Filipe Vieira teria prestado depoimento perante o tribunal na manhã de terça.

 

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895