Brasil de Pelotas vence CRB e ganha fôlego na luta contra o Z4
patrocinado por

Brasil de Pelotas vence CRB e ganha fôlego na luta contra o Z4

Xavante abriu nove pontos para o primeiro na zona da degola da Série B

AE

Xavante fez vantagem e segurou pressão no final

publicidade

O Brasil de Pelotas conquistou uma importante vitória na sua luta para se afastar da zona do rebaixamento na Série B do Brasileiro. Nesta terça-feira, no Bento de Freitas, o time gaúcho venceu o CRB por 2 a 0, pela 23ª rodada. Com isso, ganhou fôlego para fugir das últimas posições e segurou o adversário que briga para encostar no G-4, a zona de acesso à primeira divisão.

O Xavante vinha de um empate e uma derrota para o lanterna Oeste, por 2 a 1. Agora soma 29 pontos e permanece na 14ª posição, porém, mais longe dos times ameaçados que estão com 20 pontos. O CRB vinha de vitória sobre o Náutico, mas continua com 32 pontos, em nono lugar, dois atrás do rival CSA, com 34, e em oitavo lugar.

Em Pelotas, o primeiro tempo começou bastante equilibrado. Mesmo sem muita técnica, o Brasil foi o time que teve mais volume de jogo e também criou, nos minutos finais, as principais chances para balançar as redes. O CRB, muito tímido, não teve nenhuma chance no ataque. A bola simplesmente não chegava aos atacantes.

Veja Também

Aos 30 minutos, Pablo arriscou de longe, com chute forte, mas Victor Souza faz boa defesa. Dois minutos depois, Jarro desceu pelo lado esquerdo e chutou cruzado, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

A melhor chance saiu aos 41 minutos, numa lance de fogo amigo. Pelo lado direito, Rodrigo cobrou falta no alto e na segunda trave, na tentativa de aliviar, Wesley chutou contra seu próprio gol. Para sorte dele e do CRB a bola bateu na parte baixa da trave direita e saiu para escanteio.

O CRB começou o segundo tempo mais adiantado, dando a impressão de que iria dar trabalho. Mas sofreu o gol aos cinco minutos. Matheus Oliveira cobrou falta do lado esquerdo em direção à pequena área. A bola subiu e fez a curva, além disso contou com a ajuda do goleiro Victor Souza. Ele tentou encaixar a bola e deu rebote nos pés do zagueiro Héverton, que bateu de primeira para as redes. Ele não marcava um gol há dois anos e oito meses.

Na sequência, o goleiro pediu atendimento alegando ter machucado um dos dedos da mão. O CRB demorou para tentar o empate e ainda cedeu espaços para os contragolpes do Brasil que ampliou o placar aos 24 minutos. Bruno José avançou pelo lado direito e cruzou rasteiro para, na pequena área, Jarro pedroso apenas completar de chapa com o pé esquerdo.

Este segundo gol desanimou o time alagoano, que voltou a melhorar após as mudanças do técnico Ramon Menezes. Tanto que Bill, um dos que entrou, diminuiu o placar aos 32 minutos. Dominou o passe com categoria e bateu cruzado.

O gol deu ânimo ao CRB que se atirou todo ao ataque. Aos 35 minutos, Iago quase empatou após bate e rebate dentro da área e finalizar forte. Mas o goleiro Rafael Martins fez grande defesa e garantiu a vantagem.

No final de semana, pela 24ª rodada, o Brasil vai enfrentar o Sampaio Corrêa, em São Luis (MA), sexta-feira às 19h15min.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895