Chama olímpica deixa Grécia a caminho da Coreia do Sul
capa

Chama olímpica deixa Grécia a caminho da Coreia do Sul

Símbolo percorreu mais de dois mil quilômetros pelo território grego ao ser carregada por 505 pessoas

Por
AFP

Símbolo percorreu mais de dois mil quilômetros pelo território grego ao ser carregada por 505 pessoas

publicidade

O Comitê Olímpico da Grécia entregou a chama dos Jogos Olímpicos de Inverno aos organizadores de Pyeongchang 2018, nesta terça-feira, durante cerimônia tradicional realizada em Atenas, cidade que organizou as primeiras Olimpíadas modernas em 1896. Acendida há uma semana em Olímpia, a chama percorreu 2.129 quilômetros pelo território grego ao ser carregada por 505 pessoas para chegar à Acrópoles de Atenas.

Nesta terça, com a presença do presidente grego Prokopis Pavlopoulos e do presidente do Comitê Olímpico Internacional Thomas Bach, o último carregador da chama Ioannis Proios, campeão de saltos de esqui, recebeu a chama do sul-coreano Kim Ki-hoon, campeão olímpico de patinação em velocidade de pista curta, e acendeu a tocha olímpica.

Seguindo o ritual antigo, a atriz grega Katerina Lehou foi a grande sacerdotisa e entregou a chama para Spyros Capralos, presidente do Comitê Olímpico Grego, que a passou para Lee Hee Beom, presidente do comitê organizador de Pyeongchang. "Fazemos hoje a entrega da chama olímpica, que continuará sua viagem ao seu distante e charmoso país transportando mensagens de paz e amizade", indicou Capralos ao se dirigir à Lee Hee Beom.

Ao chegar em Seoul, a chama será carregada por mais centenas de pessoas durante 100 dias, antes do início dos XXIII Jogos de Inverno, dia 9 de fevereirode 2018, em Pyeongchang.