Chile supera Colômbia nos pênaltis e avança à semifinal
capa

Chile supera Colômbia nos pênaltis e avança à semifinal

Chilenos atacaram mais, tiveram dois gols anulados e saíram com a recompensa por 5 a 4 nas penalidades

Por
Correio do Povo

Atuais campeões seguem na defesa do título

publicidade

O Chile está nas semifinais da Copa América. Na noite desta sexta-feira, a seleção chilena venceu nos pênaltis a Colômbia por 5 a 4, depois de um empate sem gols no tempo normal na Arena Corinthians, em São Paulo, e avançou na competição. Agora, espera o adversário que sai do confronto entre Uruguai e Peru. A semifinal será disputada na Arena do Grêmio, na próxima quarta-feira.

Antes mesmo da partida, um fato inusitado. O jogo começou 20 minutos após o previsto, pois a seleção do Chile se atrasou no caminho para o estádio. Os chilenos culparam a organização, enquanto a polícia militar de São Paulo garante que o atraso se deu porque o Chile saiu meia hora depois do acordado inicialmente.

Com a bola rolando, a partida foi talvez uma das mais movimentadas e equilibradas de toda a Copa América. Tanto colombianos quanto chilenos não abdicaram de ir ao ataque, criando uma série de oportunidades de gol. Logo aos 11 minutos, o goleiro Ospina foi obrigado a fazer uma grande defesa em uma cabeceada quase à queima-roupa de Aránguiz. Pouco depois, foi a vez de o VAR entrar em ação. Aos 15 minutos, Beausejour avançou pelo lado esquerdo do campo e cruzou para o centro da área. O zagueiro Sánchez e Ospina se atrapalharam no lance e, na sobra da jogada, Aránguiz apareceu para concluir, abrindo o marcador no Itaquerão. No entanto, ao consultar o VAR, o árbitro Nestor Pitana assinalou impedimento do chileno Alexis Sánchez, anulando portanto o gol do Chile.

Na volta do intervalo, a característica de equilíbrio se manteve inalterada, com boas chances para ambos os lados, ainda que com menos pressão do que visto nos 45 minutos iniciais. Aos 25 minutos, novo gol do Chile anulado pelo VAR, desta vez por toque no braço de Maripán. Sem gols de ambos os lados, a decisão foi para os pênaltis, onde os chilenos levaram a melhor e venceram por 5 a 4. Tesillo tentou deslocar o goleiro, na quinta cobrança dos colombianos, mas chutou longe da meta. Alexis Sánchez não perdoou e guardou o gol da vitória, em seguida.