Com gol no início, Inter vence clássico com Milan

Com gol no início, Inter vence clássico com Milan

Zagueiro Samuel marcou o único gol da partida

AE

Com gol no início, Inter vence clássico com Milan

publicidade

A Inter de Milão suportou a pressão e, com um gol marcado logo no início da partida, venceu o clássico contra o Milan por 1 a 0, neste domingo, no Giuseppe Meazza. Mesmo com um jogador a menos desde os dois minutos do segundo tempo - Nagatomo foi expulso -, a equipe dos brasileiros Jonathan, Juan e Philippe Coutinho segurou o resultado, pela sétima rodada do Campeonato Italiano.

A derrota aumentou a crise no Milan, que venceu apenas duas partidas na competição até o momento e soma sete pontos, na 11.ª posição. Já a Inter luta para se aproximar dos líderes e chegou aos 15 pontos, na quarta colocação, quatro pontos atrás da Juventus, que está na ponta.

A Inter de Milão foi para cima no começo da partida e conseguiu abrir o placar logo aos três minutos do primeiro tempo. O argentino Cambiasso bateu falta pelo lado esquerdo, a bola passou por quase todo mundo, mas não pelo zagueiro Samuel, que aproveitou a indecisão do goleiro Abbiati e cabeceou para marcar.

Com a desvantagem, o Milan passou a pressionar a rival. A equipe, no entanto, esbarrava na própria falta de criatividade e não conseguia criar grandes oportunidades. Em chute de longe, Montolivo levou perigo para Handanovic, mas a bola passou raspando a trave.

Como nas últimas partidas, a principal arma do Milan era o jovem El-Shaarawy, de 19 anos, que infernizava a defesa adversária. Aos 22 minutos, ele recebeu bom passe de Boateng e só não marcou porque Handanovic impediu. Cinco minutos depois, novamente o atacante incomodou, mas dessa vez Samuel travou.

O tempo foi passando e a Inter de Milão voltou para o jogo. O Milan ainda teve mais uma grande chance, com Boateng, que chutou muito perto, mas o rival respondeu em seguida com Milito, que recebeu bom passe de Gargano, bateu cruzado e errou por pouco.

Antes do intervalo, o Milan conseguiu o gol, mas o árbitro já havia parado a jogada. Bojan lançou Emanuelson na área, Handanovic saiu de soco e trombou com o jogador. Montolivo pegou a sobra e bateu para o gol vazio, mas o apito já havia soado, marcando falta no goleiro.

Logo na volta para a etapa final, a Inter ficou com um homem a menos. O japonês Nagatomo, que havia recebido amarelo no primeiro tempo, colocou a mão na bola e foi expulso, deixando sua equipe em desvantagem numérica logo aos dois minutos.

Com isso, o Milan foi para cima e viu seu rival se fechar. O técnico Massimiliano Allegri colocou Robinho no lugar do lateral De Sciglio e a equipe cresceu, pressionou e passou a perder uma série de oportunidades. Bojan e o próprio Robinho falharam na finalização em dois lances seguidos.

Daí para frente, o que se viu foi um jogo de ataque contra defesa, mas a Inter de Milão se fechou bem e garantiu a vitória. Pelo lado do Milan, restou a lamentação pelas oportunidades perdidas. Nos últimos minutos, muitas bolas cruzaram a área na frente do gol de Handanovic, mas faltou alguém para colocá-las para dentro.<

Napoli vence

Ainda neste domingo, o Napoli derrotou a Udinese por 2 a 1, em casa, e empatou com a líder Juventus, com 19 pontos. Todos os gols saíram no fim da primeira etapa. Aos 30 minutos, Hamsik abriu o placar, mas aos 43, Pinzi deixou tudo igual. Apenas três minutos depois, Pandev definiu a vitória napolitana.


Bookmark and Share

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895