Com pênalti polêmico, CSA vence o Avaí em duelo direto contra o rebaixamento
capa

Com pênalti polêmico, CSA vence o Avaí em duelo direto contra o rebaixamento

Jogando em casa, time alagoano venceu por 3 a 1

Por
AE

publicidade

Com um gol marcado após pênalti polêmico assinalado em um momento fundamental da partida, o CSA conseguiu vencer um rival direto na luta contra o rebaixamento. Na noite deste sábado, o time alagoano derrotou o Avaí por 3 a 1, no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), no duelo que fechou a 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o CSA subiu para os 22 pontos, chegando ao 17º lugar, o primeiro dentro da zona de rebaixamento, apenas um atrás do Ceará, o primeiro fora. O Avaí segue na penúltima posição, com 16. O Cruzeiro também se deu mal, já que foi ultrapassado pelo clube de Alagoas e agora aparece em 18.º lugar, com 20 pontos.

O duelo valia muito na briga contra o rebaixamento, mas as duas equipes fizeram um primeiro tempo bastante aberto. O Avaí tentou surpreender e obrigou Jordi a trabalhar logo aos nove minutos. Igor Fernandes foi até a linha de fundo e cruzou forte. A bola desviou na marcação e obrigou o goleiro da equipe da casa a mandar, com os pés, para escanteio.

A resposta do CSA foi fulminante e veio com bola nas redes. Aos 13 minutos, Bustamante recebeu com liberdade e cruzou. A bola passou por Betão e sobrou para Ricardo Bueno, que se esticou para desviar para as redes. Mesmo com as linhas fechadas, especialmente perto da área, o Avaí conseguiu chegar e levou perigo com João Paulo. O meia apareceu de surpresa na área em cruzamento de Léo, mas testou para fora, mesmo livre de marcação.

No final do primeiro tempo, o CSA teve a chance de ampliar a vantagem. Primeiro, a bola sobrou para Jonatan Gomez dentro da área. O argentino encheu o pé, mas parou em Vladimir. Em cima da linha, Ricardo salvou o Avaí. Já nos acréscimos, Ricardo Bueno limpou a marcação e mandou longe.

Toda superioridade do CSA no primeiro tempo caiu por terra após o intervalo. Isto porque o Avaí empatou logo aos dois minutos. Após cruzamento, a bola ficou viva dentro da área. Carlinhos não conseguiu cortar, Léo aproveitou e Jonatan só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

O empate fez o CSA se mexer em busca da reação no ataque. Em chegada pela direita, Jonatan Gómez ficou com a sobra após cruzamento, mas finalizou para fora. No lance seguinte, Betão foi tentar dar um chutão e carimbou o argentino. A bola quase surpreendeu Vladimir.

A defesa do Avaí reagiu bem a pressão imposta pelo time alagoano, mas a arbitragem viu um pênalti em cima de Ricardo Bueno após consultar o VAR. Um leve empurrão nas costas, num movimento muito discutível. Aos 25 minutos, Jonatan Gómez foi para a bola, deslocou Vladimir e recolocou o time alagoano na frente.

Em desvantagem, o Avaí foi obrigado a ir para cima no fim. Com posse de bola perto da área do adversário, o time visitante criou poucas oportunidades. Caio Paulista arriscou de fora da área e tirou tinta do poste de Jordi. Na chance mais clara, depois de desvio no meio da área, Brenner mandou para fora. No meio do desespero catarinense, o CSA encaixou um contra-ataque e ampliou com Apodi, aos 49 minutos.

O CSA volta a campo contra o Inter, na quarta-feira, às 19h15, novamente no Rei Pelé, em Maceió. O Avaí, por sua vez, encara o Vasco, na quinta-feira, no mesmo horário, na Ressacada, em Florianópolis.