Com surto de Covid-19, River Plate fica com dez atletas e pode ter jogador de linha no gol
patrocinado por

Com surto de Covid-19, River Plate fica com dez atletas e pode ter jogador de linha no gol

Ao todo são 20 casos positivos no elenco, entre eles os quatro goleiros inscritos na Libertadores; equipe joga na quarta-feira contra o Santa Fe

AE

River enfrenta surto de Covid-19 no elenco

publicidade

O River Plate confirmou nesta segunda-feira que mais cinco jogadores testaram positivo para Covid-19. Lucas Beltrán, Flabian Londoño Bedoya, Gonzalo Montiel, Leonardo Ponzio e Alex Vigo ampliaram para 20 o número de casos no elenco às vésperas da partida contra o Santa Fe, quarta-feira, pela Libertadores.

Com isso, o técnico Marcelo Gallardo conta com apenas dez jogadores disponíveis para o confronto no Monumental de Nuñes. Apesar da Conmebol ter liberado os clubes para inscreverem 50 nomes por causa da pandemia, o River enviou uma lista com apenas 32.

Além dos casos de covid-19, o volante Enzo Pérez se lesionou contra o Boca Juniors, no domingo, e o zagueiro Javier Pinola continua fora, se recuperando de fratura no antebraço.

Para piorar, os quatro goleiros inscritos na Libertadores (Franco Armani, Enrique Bologna, Germán Lux e Franco Petroli) estão na lista de infectados. Com isso, o River tenta uma autorização da Conmebol para trocar um deles por Alan Leonardo Díaz, de 21 anos, que fez sua estreia no profissional no domingo. O regulamento de competições permite esta troca em caso de lesão.

Caso não consiga, o time argentino terá de escalar um jogador de linha no gol. O lateral-esquerdo Casco, segundo informações da imprensa da Argentina, seria o mais cotado para começar como goleiro.

De qualquer forma, o River teria de entrar em campo com um jogador a menos (ou com os 11) e sem nenhum reserva. O regulamento da Libertadores aponta que o time pode jogar com até sete atletas disponíveis.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895