Confederação Africana declara apoio unânime a projeto de Copa do Mundo a cada dois anos
patrocinado por

Confederação Africana declara apoio unânime a projeto de Copa do Mundo a cada dois anos

CAF é a primeira confederação a dar sua aprovação de maneira pública ao polêmico projeto

AFP

Mundo já vive a expectativa para a próxima edição no Qatar

publicidade

A Confederação Africana de Futebol (CAF) deu nesta sexta-feira o seu apoio unânime à "decisão do congresso da Fifa de realizar um estudo de viabilidade" para que a Copa do Mundo seja disputada a cada dois anos, em vez dos atuais quatro.

A CAF é a primeira confederação a dar sua aprovação de maneira pública ao polêmico projeto de um Mundial bienal, no mesmo ritmo da Copa Africana de Nações.

A entidade que comanda o futebol africano, reunida em assembleia geral extraordinária no Cairo, também votou a favor de uma Superliga continental de clubes, para a qual não deu detalhes sobre a participação e nem sobre o calendário.

Veja Também

"A ideia é melhorar a qualidade do futebol africano e gerar receitas para todos os clubes, que participem ou não", disse Patrice Motsepe, presidente da CAF.

O voto unânime com a mão erguida para apoiar o projeto de Copa bienal, por parte dos presidentes das 54 federações nacionais, ocorre menos de um mês antes de uma importante reunião virtual convocada pela Fifa (20 de dezembro) para discutir o assunto, que tem muitos opositores, principalmente na Europa e na América do Sul.

Todos os presidentes nacionais levantaram seus cartões verdes na presença dos mais altos dirigentes da Fifa, que havia insistido na ideia de mudar o calendário da Copa do Mundo durante a 13ª Assembleia da CAF, realizada em sua sede no Cairo.

A FIFA planeja ter uma grande competição de seleções a cada ano para homens e mulheres, alternando a Copa do Mundo e as competições continentais.

Além dessa possível Copa do Mundo bienal, que poderia começar em 2028, o projeto defendido por Arsène Wenger (atual diretor de desenvolvimento do futebol mundial na Fifa) contempla agrupar as partidas das eliminatórias internacionais em uma única janela, em outubro, ou talvez em março e outubro, em vez da atual distribuição de várias janelas ao longo do ano.

A CAF realizará a Copa Africana de Nações em janeiro, cujo país-sede, Camarões, está "95% pronto", garantiu Motsepe.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895